Pesquisar este blog

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Justiça do Mundo

Se existe alguma justiça na vida, essa justiça é a morte, não consigo ver o que a vida tem de tão gratificante, vejo o Mundo de forma tão fria e calculista, as pessoas são tão subjetivas, não se preocupam com sentimentos alheios, passam por cima de situações de deveriam serem de carinho, amizade e compreensão, às vezes lamento por ter sobrevivido, foram tantos momentos que estive a beira da morte que me leva a crer que eu já deveria ter partido, foram três assalto com armas na minha cabeça, uma perseguição de carro, outra de moto, quando criança cheguei há ficar 10 meses internado num hospital, foram mais de 15 crises broco - pulmonares que deixaram lesões irreparáveis nos meus pulmões, hoje tenho capacidade respiratória limitada, sobrevivi, mas será se era para ter sobrevivido, será se o Mundo está disposto a me acolher, as vezes tenho duvidas quanto a isso.

Quando criança eu era um sonhador, imagina que podia tudo, que a minha fé e determinação eram suficientes para transpor barreiras, hoje tenho 26 anos e sei que a vida não é como o esperado, que existem multidões de pessoas torcendo pela sua derrota, dói viver num Mundo assim, viver num lugar de indiferenças gratuitas, de ofensas repentinas, não fui criado para isso, não sei se fui criado para alguma coisa, quando criança vivia mais debilitado do que outra coisa, acho que já era para Deus ter me recolhido, derepente ele até pensa que fez isso, mas acabou me esquecendo nesse Mundo de ilusão.

Não acredito na felicidade do ser humano, não creio que estamos nesse Mundo para sermos felizes, é impossível viver bem no meio de pessoas que torcem pelo tropeço, que não estende uma mão, que levantam armas ao invés de paz, preferem guerrear ao invés de fazerem amor, eu prefiro o amor, e sabemos que um sentimento tão puro é incompatível nesse Mundo, quem tem apenar o amor para oferecer, sem escudos, sem armas, sem artimanhas, está no Mundo exposto aos inimigos, o ódio predomina nesse Mundo, os que propõem o amor, o carinho e a dedicação são vistos como alguém de um Mundo distante, um Mundo perdido, infelizmente o amor é coisa de outro Mundo e é para lá que eu preciso voltar.

8 comentários:

Joselina disse...

Oi
Se vc passou tantas vezes perto a morte e hj se encontra aqui é porque deve ter 1 motivo para a sua existência nesse mundo. Sei que as vezes é difícil continuar quando olhamos a nossa volta, há aquelas situações onde a própria esperança diz que já não vale a pena mas desistir nem sempre resolve o problema.

Tudo de bom pra vc

Bj

Joice disse...

É Marcos, muitras vezes eu tb olho pra esse mundo e parece que não faço parte dele. Costumo dizer que vivo no mundo de poesia, ainda acredito nas pessoas, no amor e na amizade...talvez por isso tenhamos tantas dúvidas e tantas crises de existência. Mas saiba amigo: você não está sozinho não, nesse mundo ainda hápessoas como nós que se recusam a fazer parte desse mundo vilebnto e injusto. Ainda há pessoas como nós, que creêm no amor e numa força maior que nos guia nesse mundo tão perdido.
Saber que não estamos sozinho já é um consolo e metade do caminho a percorrer.
te adoro
beijos

Mans disse...

tenho medo da morte e principalmente de não viver meus sonhos

quando criança era mais bobo, isso sim... hehehehe

Leo Carioca disse...

Bom, o Mundo não tá aqui pra fazer carinho em ninguém. Mas nós tamos aqui pra viver nele. E nunca é fácil.
Mas eu não idealizo o ser humano e, talvez por isso, não me decepcione muito com as coisas que a gente vê por aí.
Mas tentar fazer o Mundo ficar maravilhoso me parece uma luta meio inútil. É como tentar fazer a água deixar de ser úmida ou o fogo deixar de ser quente.
O que a gente pode fazer é escolher de qual parte do Mundo a gente pode ser integrante, né?
Ficando perto das pessoas que fazem bem a você e longe das pessoas que fazem mal a você, o resto, o que vier é lucro. Mas mesmo assim, lucro não é perfeição. Dificuldades sempre vão existir. O que a gente pode fazer é com que as dificuldades fiquem maiores ou menores.
Bom, até mais! Grande abraço!

Nina disse...

Eu não acredito que foi você que escreveu isso...
Um cara lutador, carajoso, capaz de largar tudo para viver um sonho...
Não entendo

Anônimo disse...

Gosto de você justamente por isso, você não tem medo de ser verdadeiro e colocar para fora o que sente...
Bem, isso é o primeiro e maior passo para sermos... felizes! Pode parecer paradoxal e contraditório, mas é verdade. Olha, claro que estou vendo de fora: Mas você tem o Douglas, que, entre tapas e beijos é um cara muito legal, você é uma pessoa extremamente competente e amiga, você consegue arrumar amigos com a maisor facilidade e é , indubitávelmente, um cara muito bonito. Precisa mais alguma coisa?
Ricardo
aguieiras2002@yahoo.com.br

alanyson disse...

Às vezes eu penso como você. Mas, por favor, não pense assim. Deve ter uma graça nesse desafio que é viver...E você sabe disso.
Um beijão

Luciana disse...

nao entendi?