Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 29 de março de 2010

Modelos Sociais Falidos

Depois da eliminação do Dicesar e da multiplicação das comunidades pró Dourados nas redes sociais, fico um pouco desacreditado no Brasil. O que esperar de uma sociedade que elege como ídolo um cara que reproduz comportamentos machistas e homofóbicos É esperado que um cara machista, seja homofóbico, porque o tipo machão, o cara que bate em mulher e invalida todas as conquistas do movimento feminista, também rejeita o cidadão LGBT e invalida as conquistas do movimento gay.

Ontem, assistindo o programa do Faustão, onde apresentava a entrega do prémio "Melhores do Ano", não me surpreendi quando anunciaram que a música do ano de 2009 foi "Você não Vale Nada" da Banda Calcinha Preta. Num país onde estatisticamente a violência contra a mulher é infinitamente maior que a violência contra o homem, eleger uma música que trata a mulher como objeto é uma afronta a todas as conquistas do Movimento Feminista do Brasil. As razões para o machismo intrínseco na sociedade brasileira são culturais, a cultura popular tanto propõe a proteção das mulheres (em mulher não se bate nem com uma flor) como estimula a agressão contra as mulheres (mulher gosta de apanhar) chegando a aceitar o homicídio destas em casos de adultério, em defesa da honra. Outra suposição é que a maioria dos casos de violência doméstica são classes financeiras mais baixas, a classe média e a alta também tem casos, mas as mulheres denunciam menos por vergonha e medo de se exporem e a sua família.

O que estamos assistindo na edição 10 do Big Brother Brasil, não passa da reprodução fidedigna da sociedade brasileira. Somos intolerantes com as mulheres e com a diversidade sexual e repudiamos qualquer exemplo que não seja do homem machão, o "cabra macho", atual bad boy, que bate em mulher e a noite arranca suspiros da mesma. Não podemos cobrar outro resultado da sociedade, pois a mesma está condicionada a isso, nossa cultura está direcionada para reproduções machistas e homofóbicas e enquanto militamos arduamente para que algo seja diferente, temos que engolir a seco o exemplo de sociedade que quereremos bem longe de nos. Espero que os movimentos sociais avancem e mude essa dura realidade que assistimos no horário nobre da televisão brasileira.

9 comentários:

Anônimo disse...

O Dourado não bate em mulher, você a favor de homosexuais deveria procurar falar sobre o que tem certeza. Não se morda se ele tem mais personalidade e é mais querido do que todos na casa.

RoCosta disse...

Dá mesmo um desânimo :-(
Beijo!

Willians disse...

Vc tem razão. Na parte em que vc fala da música, eu não concordo, apesar de não gostar desse estilo musical.
Quando o Dourado venceu o paredão contra o Dicesar, eu demorei pra absorver a informação. Mas o que mais me impressiona é que mesmo ele tendo dito que uma mulher (a Morango), as mulheres são apaixonadas por ele. Como se ele fosse um exemplo a ser seguido. A essa altura do campeonato, o Brasil já era pra estar bem mais evoluído do que está

Cláudio DeLarge disse...

Ainda bem que este BBB está acabando. Fiquei tão estressado com discussões acaloradas sobre Homofobia. A questão é: Será que não foi bom que os gays não tenham vencido ESTA edição. Sociologicamente falando, se um gay ganhasse este BBB10, os homofóbicos aceitariam melhor a homossexualidade ou teriam o pensamento que está ganhando espaço e aí sim iriam combatê-la?

Há um lado bom. Um degrau por vez. Normatizando o comportamento e ganhando visibilidade que conquistaremos! Aos poucos... :)

Marcos Freitas disse...

Anônimo,

Uma pena você não mostrar sua cara, se esconder no anonimato que a internet proporciona. Não vou gastar muito vocabulário para argumentar suas colocações, mas deixo um video em que o seu idolo, Marcelo Dourado, diz que não bateu na Angélica para não arcar com a espulsão do programa. Nesse caso, quem é covarde? Ela, ou ele?

http://www.youtube.com/watch?v=ULoe1KtUqbk

Alexandre Lucas disse...

Preguiça dessa gente. Acabo fechando com a solução da Cley, kkk!

http://tinyurl.com/yldlgjc

Serginho Tavares disse...

um país que para pra ver BBB, futebol e carnaval não pode ser levado a sério

RICARDO AGUIEIRAS disse...

Marcos,
O que mais me dói e me assusta não é Marcelo dourado, mas o que ele representa para os 7o milhões de espectadores do programa, o que essas pessoas estão querendo, elas poderiam eleger um presidente, com tantos votos... Portanto, o caso é muito mais grave que um mero programa banal e medíocre. Ficou claro que as pessoas querem, agora um Führer, agora, aquele que morde e assopra, autoritário, machista e patriarcal.... isso não te lembra nada? Consegue perceber o perigo que estamos vivendo? Se, na política, surgir um "lider" com as mesmas características de Dourado, ele será eleito na hora, daí para uma ditadura é um passo! As pessoas estão se recusando a pensar e a ter responsabilidade em suas vidas, querem um lider que fale por elas, um Pai, um novo Deus.... isso foi o mais grave que esse programa, em sua edição 10 mostrou, tragicamente.

Leo Carioca disse...

Sinceramente, você acha que essa vitória foi tão honesta assim?
Se a gente pensar no BBB9, a concorrente mais forte e mais bem vista pelo público era a Naiá. Mas ela perdeu e o Max ganhou. Foi uma vitória evidentemente calculada e roteirizada pela direção do programa.
E acho que dessa vez foi exatamente a mesma coisa!
Se a gente observar, dá pra ver claramente que sempre que alguém da tribo dos sarados ia pro paredão, a outra pessoa que tava no paredão saía e o sarado ficava.
Então, houve obviamente uma manipulação de votos por parte da direção do programa pra que um dos sarados ganhasse. E como o Dourado era da tribo dos sarados...
Não acredito que essa vitória tenha sido realmente honesta, não.
A tendência é que, daqui pra frente, todas as vitórias do BBB sejam cada vez mais roubadas e cada vez de uma forma mais escrachada.