Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 31 de março de 2013

Joelma Mendes x Gaby Amarantos

Joelma da Silva Mendes nasceu em 1974, no município de Almeirim, no Estado do Pará. Começou sua carreira em sua cidade natal, com 19 anos, cantando em bares e feiras. Participou da Banda Fazendo Arte, até que decidiu gravar o seu primeiro álbum solo. Tem uma carreira invejável para muitos artistas, com milhares de discos vendidos e uma série de prêmios.

Como toda artista popular, Joelma também é seguida por uma legião de gays. Simpatizantes da música brega e que veneram a cantora como uma verdadeira diva.

Em entrevista a Revista Época, a cantora declarou que é contrária ao casamento gay, que se tivesse um filho homossexual "lutaria até a morte para fazer sua conversão" e compara gays a drogados: "É como um drogado tentando se recuperar".

Da mesma forma que os evangélicos só querem o dinheiro dela, até pelo fato dela ser uma personagem que todas as igrejas evangélicas abominam, também ficou bem evidente que a cantora está somente interessada no dinheiro que os gays podem proporcionam para sua conta bancária. Joelma valida o discurso dos maiores opositores do Movimento LGBT e vira as costas para o seus fãs LGBT num momento em que o fundamentalismo mais se destaca em nosso país.

---

Gabriela Amaral dos Santos, nasceu em 1974, em Belém do Pará. Começou sua carreira no coral da Paróquia de Santa Terezinha do Menino Jesus, posteriormente começou a ser convidada para cantar nos bares da região. O sucesso ainda é muito recente para Gaby, mais a cantora já tem uma carreira de destaque nacional e foi prestigiada com vário prêmios.

Gaby Amarantos também tem uma legião de fãs gays, que acompanham sua carreira e abarrotam os seus shows. Mais ao contrário da cantora Joelma, Gaby Amarantos é uma defensora dos Direitos Humanos, sabe da vulnerabilidade que os homossexuais são submetidos nesse país e se coloca junto com o Movimento LGBT, nos posicionamentos e nas manifestações.

Em entrevista ao Mix Brasil, Amarantos defendeu o casamento gay. Disse que se o seu filho for gay, está pronta para aceita-lo de forma integral. Gaby participou, junto com o Movimento LGBT, da Manifestação #ForaFeliciano, que aconteceu na Av. Paulista e também tem usado suas redes sociais para se manifestar com a permanência do Deputado na Comissão de Direitos Humanos.

Duas paraenses com histórias parecidas, mais separadas pela homofobia e fundamentalismo.  

Temos que prestigiar quem nos valoriza. Dizer não de uma vez por todas ao falso moralismo. Dizer não ao eu "finjo que te aceito" e você "finge que acredita". Temos que boicotar todos os shows, eventos e produtos ligados a imagem da Joelma e da Banda Calypso. Somos economicamente visados pelos grandes conglomerados de empresas, temos que usar o nosso poder econômico ao nosso favor e fazer com que o homofóbicos e fundamentalistas sintam no bolso o preço do preconceito.

5 comentários:

Anônimo disse...

Boicotar ? Kkkkkkkk que palhaçada! Como se os "fãs de verdade" se ofedessem com o que ela disse... Nós fãs conhecemos bem a Joelma e sabemos das suas opiniões contra a homossexualidade e mesmo assim estamos e sempre estaremos ao lado dela.
Sou bissexual e um eterno fã de Joelma Mendes... Cada um tem o direito de dizer o que quiser... Estamos em uma democracia e temos o direito de expressar nossa opinião, ou não ?

Marcos Freitas disse...

Exatamente. Você te o direito de dar o seu dinheiro para quem bem entender e achar ou não nojenta a comparação de gays com drogados. Como vivemos num país com liberdade de expressão, eu me posicionei. A Joelma não merece respeito e nem atenção de todos aqueles que são comprometidos com a evolução dos Direitos Humanos.

Erick B. disse...

Isso mesmo, "anônimo"!
Todo mundo tem o direito de falar o que quiser, pensar o que quiser, comprar o CD que quiser e ser vítima de preconceito a hora que não quiser também.
São com atitudes como a sua, ou melhor, omissão de atitudes como a sua, que as minorias e classes como LGBTTs, negros, mulheres e muitos outros sofrem violências psicológicas e físicas e preconceito nesse país hipócrita e preguiçoso.

Alex disse...

Não curto esse tipo de música (tecnobrega), mas Gaby Amarantos, tenho que admitir, é muito melhor e mais humilde que Joelma.
Gaby é simples, já Joelma é o contrário, além de ser brega é esnobe, só porque tá rica, pensa que pode pisar nos outros. Mas graças a Deus, a banda furreca e cafona dela já tá indo de Calypso pra Colapso

Anônimo disse...

AMOOOO tecnobrega, nossa música é linda, nosso povo maravilhoso, nossa terra inigualável...muita beleza em um só lugar. Viva o Pará!!!