Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 25 de março de 2013

Reação de um Garoto ao Conhecer um Casal Gay

Esse vídeo deixa bem claro que o preconceito e o ódio é um comportamento aprendido, condicionado e repetitivo. Uma criança nasce livre de preconceitos. 


Seres humanos como o Pr. Silas Malafaia, Marco Feliciano, Magno Malta, Rozangela Justino, Jair Bolsonaro, entre tantos outros que vão contra os Direitos LGBT e ganham a mídia nacional, são pessoas que aprenderam a discriminar o odiar e hoje fazem isso em nome de Deus e muitos desses usam a tribuna da Casa Legislativa mais importante desse país para destilarem o ódio.

Quando alguém se opõe a algo com tanta veemência, é porque aquela luta lhe toca no íntimo, de certa forma esses cidadãos não estão lutando contra o Movimento LGBT, estão lutando contra eles mesmo.

O casamento gay não deveria interferia na vida de nenhuma outra pessoa que não seja gay. Se alguém é contra o casamento gay, não case com um gay. Fico estarrecido quando vejo as manifestações no Brasil, na França, nos EUA e em tanto outros lugares do Mundo. Não estamos lutando pelo direito de ir na Casa das Alianças e comprar um anel de 18 quilates e mostrar isso para quem possa interessar. Estamos lutando pelo direito a herança, pelo direito a previdência, pelo direito de poder financiar um apartamento com o nosso companheiro, pelo direito de morrer e saber que juridicamente deixamos quem amamos a vida inteira amparado pela justiça.

Lutar contra os direitos civis dos homossexuais é negar os direitos constitucionais básicos e fundamentais para a manutenção a vida. Negar os direitos dos homossexuais é banir de todas as formas os avanços econômicos que duas pessoas que se amam querem galgar. Lutar contra os direitos civis de homossexuais é tirar a pureza que todas as crianças nascem com ela e formar cidadãos de segunda classe, que pensam apenas em si mesmo e fazem de tudo para impedir que um terceiro tenha os mesmos direitos que lhe são garantidos.

Um comentário:

Pablo Ferreira disse...

"Não estamos lutando pelo direito de ir na Casa das Alianças e comprar um anel de 18 quilates e mostrar isso para quem possa interessar. Estamos lutando pelo direito a herança, pelo direito a previdência, pelo direito de poder financiar um apartamento com o nosso companheiro, pelo direito de morrer e saber que juridicamente deixamos quem amamos a vida inteira amparado pela justiça."

Gostei muito desse trecho da postagem, você definiu bem o que é a luta pelo casamento homossexual. Também acho que devem ter o direito sim. É super normal ser gay ou lésbica, a única coisa que muda na vida é se vamos ter como companheiro um homem ou uma mulher. Não adianta dizer que o preconceito sempre vai existir, que isso afeta muito. O preconceito quem faz são os outros, que tem inveja por quê somos amado por alguém num mundo tão cheio de "desgraças" e pessoas que não sabem exergar a si mesmo.
É como diz aquela piadinha: "Em briga de marido e mulher, ninguém mete a colher!". E por que fazem questão de cavar um buraco com uma pá nesse assunto? Destruir um sonho que todos temos, se juntar com quem a gente ama?
Somos perfeitamente normais. Eles que são os "idiotas" ou "intrusos" nesse assunto tão simples.

O vídeo também é perfeito! O garotinho simplesmete acha graça e ainda supõe que os dois se amam. Não interfere ou onfende o casal, e depois ainda convida pra jogar Ping-Pong sem vergonha ou "repulsa" do casal. O vídeo é perfeito.
"Então isso significa que vocês se amam!"


Parabéns pelo trecho da postagem e pelo vídeo também, gostei muito.