Pesquisar este blog

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

O proibido é gostoso e eu adoro...

As melhores coisas que eu fiz até hoje são politicamente incorretas para a sociedade, não vivo num padrão preestabelecido pela sociedade, vivo o meu “Eu” interior, politicamente incorreto para alguns, já beijei homens e boa parte da sociedade falam: Gente que horror, ele beijo um homem. - Sim, eu beijei e foi bom, muito bom, é algo proibido pela família, pela igreja e sociedade, queria retransmitir a minha cara de preocupado, pena que não posso fazer isso em linha corridas, mas a verdade é que eu estou pouco me lixando para a sociedade, vim ao Mundo para ser eu mesmo e não me importo com nada que dizem a meu respeito, aprendi que temos apenas uma vida, e nela temos a obrigação de sermos felizes e pouco importa se você é fazer fazendo algo que outros julgam proibido ou não.

Recentemente tranquei minha faculdade, fui criticado por alguns, mas não poderia continuar fazendo um curso onde eu não sentia tesão, um curso que não tem a minha cara, tranquei mesmo, minha mãe me apoiou, meu pai também, mas meu pai me apoiou com algumas ressalvas, mas enfim, eu fiz o que é certo, e não me importo com o que digam, lembrem-se o que eu disse acima: Nos temos apenas uma vida para sermos felizes, não podemos perder tempo, a vida não para, não nos espera, ela passa correndo e é nossa obrigação acompanha-la.

Outro caso que gostaria de frisar é o fato de quem estabeleceu o que é proibido ou permitido, quem disse que o proibido é ruim e desnecessário, muito viram na próxima a esquerda e ignoram o sinal de proibido, cometeu uma inflação, mas alguém julgou que aquela conversão era proibida, ele interpretou daquela forma por algum motivo ao parecer dele, e se ao meu parecer aquilo não for proibido, eu posso fazer a conversão sim, posso sofrer sanções da lei, assim como sofro algumas da sociedade por ser gay, muitos não compactuam da minha orientação sexual, dizem que é pecado, que é perversão, mas dizem embasado em que? Em fundamento que não me interessam, em coisas que eu não acredito, logo para mim não é proibido, o proibido é sempre relativo, pois quando algo é proibido teve a interpretação de um terceiro que eu não sou obrigado a concordar.

O que realmente deveria ser proibido no Mundo era proibir, as pessoa deveriam Ter algo chamado bom senso, nos sabemos o que não devemos fazer, e se não houvesse a tal proibição não faríamos porque perderia o gostinho, o tesão que dá em fazer algo proibido, deveria ser proibido proibir, o dia que eu for Presidente o meu primeiro decreto será: É proibido proibir, de hoje em diante prevalecerá o bom senso na republica, creio que todos nos sabemos quando afetamos uma pessoa, mas enquanto muitos coisas forem proibidas, eu vou fazer, farei porque é proibido e é gostoso, ainda vou transar em banheiro de aviões, vou beijar namorado em praça pública, vou fazer um conversão quando um fiscal do transito não estiver vendo e tanto outras coisas que não cabe escrever aqui.

O proibido é gostoso e eu adoro.

3 comentários:

Lis disse...

Concordo com você. E como diz uma comunidade no orkut "Tudo que é proibido é mais gostoso."
Sabe, não costumo espalhar isso mas, também fiz uma coisa "proibida" e "pecadora" aos olhos da sociedade.
Quando era do 1ºano do ensino médio, tive contato com a minha primeira(não sei se única) paixão de verdade. Ele era meu professor de matemática e tinha, na época, 33 anos, isto é, ele é 17 anos mais velho que eu e já era casado. Tudo acontecia muito engraçado entre agente. No começo, eu não ligava muito. O que eu sabia dele??? Que era muito engraçado, que dava festas no boliche para a galera do colégio, e que tinha fama de passar o rodo nas meninas..rs. Mas com o passar do tempo e da convivência, nós fomos nos atraindo mutuamente. Algumas piadinhas aqui, outras ali, como quem não quer nada. Eu comecei a provocar de um lado, ele de outro. No final das contas, na última festa que aconteceu no boliche, daquele ano, nós ficamos. Foi muito bom, com todas as letras rs. Nunca esqueci do beijo dele. Me lembro até hoje de como ele me olhava com desejo com vontade de ficar comigo. E eu nunca me arrependi, apesar dele ser casado. Hoje nós não temos mais contato. Depois disso ele saiu do colégio, pq arranjou uma coisa melhor. Sei que ele tem uma filha, sei onde ele mora e o número da casa dele. Às vezes sonho com ele, mas não tenho coragem de ligar.

Por isso que entendo seu lado e concordo com vc.
Na época que eu fiquei com ele, minhas amigas se recriminaram muito, eu sofri muito com isso, pois eu queria continuar.
Mas, para não perder as minhas amigas, eu desisti.

Espero não ter ocupado muito seu tempo, mas gostaria de compartilhar isso com vc. Espero ter te dado uma força, apesar de saber que vc sofre muito mais, do que eu sofri na época.

Por fim, gostaria de cumprimentá-lo pela coragem de se expor, de realmente dizer quem é, sem medo da reprovação alheia. São poucos os que tem coragem de fazer isso.

Nossa, escrevi um "bucado" neh... é melhor eu ir agora.

beijos!

Maria Cristina disse...

Oi Marcos,

você está certo! Foi corajosa tua decisão em trancar a faculdade e como não era o que vc queria pra sua vida acho que foi mais do que correta. Continue assim, vc tem muitos amigos que te apoiam, eu sou uma deles. Seja sempre feliz e faça felizes as pessoas à sua volta, com tua amizade, tua gentileza, tua luz.

Um grande abraço,

Maria Cristina

Eduardo disse...

Olá!!!

cara te admiro muito por vc ter essa coragem e essa força. Queria ser assim tbm, mas nao sou, por enquanto fico na minha, ninguem sabe de mim,da minha ORIENTAÇÃO sexual, mas um dia, creio eu, todos saberão porque nesse dia eu terei a coragem e a força qeu vc tem!!!

vc, acredite,é um exemplo a ser seguido.

um grande abraço.

Eduardo.