Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Membros das Secretarias de Estado de Justiça e Cultura visitam Palácio Rio Branco

O vice-prefeito Marinho Sampaio recebeu, na tarde desta sexta-feira, dia 19, membros das Secretarias de Estado da Justiça e Cultura, que vieram fazer um balanço das atividades desenvolvidas durante a semana que antecedeu a 7ª Parada do Orgulho LGBTT.

A assistente técnica da Coordenadoria de Assuntos de Diversidade Sexual da Secretaria da Justiça, Déborah B. Malheiros, ressaltou a importância desta semana, que tem como objetivo fazer com que as pessoas entendam um pouco mais sobre as questões ligadas a diversidade sexual. “Com discussões e palestras buscamos conscientizar e civilizar as pessoas com relação ao combate a homofobia. Ribeirão Preto é um grande pólo, uma grande cidade, e precisamos de uma maior abertura com relação a isso”, disse ela.

O presidente da ONG Arco Iris, Fábio de Jesus, fez questão de deixar claro que é a primeira vez que um governo colabora tanto com esta questão, sempre com portas abertas para as reivindicações e implantação de políticas públicas que visem o respeito e conscientização.

O vice-prefeito, Marinho Sampaio, disse que as portas estarão sempre abertas para novas discussões, agradeceu a colaboração das secretarias de Estado neste sentido, e disse que a administração como um todo, seguindo determinação da prefeita Dárcy Vera, tem sim, uma grande disposição em desenvolver políticas públicas que venham de encontro aos anseios do grupo.

“Tive a oportunidade de acompanhar o desenvolvimento de toda esta semana que esteve recheada de discussões que tiveram o objetivo de clarear ideias e realmente esclarecer as pessoas. As portas da Prefeitura de Ribeirão Preto estarão sempre abertas para vocês e no que pudermos iremos ajudar”, finalizou o vice-prefeito.

Acompanharam também a reunião a coordenadora de Diversidade Sexual do Estado de São Paulo, ligada à Secretaria da Justiça, Heloísa Gama Alves, o assessor especial de Cultura para Gêneros e Etnias, Cássio Rodrigo, e o produtor cultural Marcos Freitas.

Fonte: Portal de Ribeirão Preto

Um comentário:

Anônimo disse...

http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,jovem-homossexual-e-espancado-em-belo-horizonte,769951,0.htm

Está faltando uma orientação para jovens gays quanto aos riscos que correm em uma sociedade homofóbica como a brasileira. O Movimento LGBT precisa fazer alguma coisa sobre isso. O assassinato e agressões a gays no Brasil só tem aumentado nos últimos anos!!!