Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 17 de abril de 2012

Exposição Jorge Amado no Museu da Língua Portuguesa

Ontem fui na abertura da exposição "Jorge Amado", no Museu da Língua Portuguesa. A exposição inclui fotografias, manuscritos, filmes, jornais, cartoons, documentos, correspondência e objetos de uso pessoal do escritor.

A mostra dará destaque à trajetória política do autor. Comunista convicto até ao fim da vida, Jorge Amado foi deputado federal de São Paulo pelo Partido Comunista Brasileiro (1945). A sua filiação ao partido e a sua postura política, principalmente, fê-lo um dos escritores mais visados pela censura no Brasil e em Portugal, durante a ditatura nos dois países. A exposição inclui trechos de jornais sobre a sua atuação parlamentar e fotografias das suas viagens por países comunistas.

A exposição fica no museu até o dia 22 de julho – depois, segue para o Museu de Arte Moderna da Bahia. A mostra ocupa o primeiro andar inteiro do museu e também parte do segundo. Livros e terminais poderão ser consultados pelos visitantes.

A mostra é dividida em módulos distintos, cada um dedicado a um aspecto da vida do autor. O primeiro espaço é dedicado aos personagens; o segundo, apresenta a faceta política do autor; o terceiro discute a miscigenação e o sincretismo religioso; o quarto é dedicado à malandragem e à sensualidade; o quinto apresenta a Bahia; há ainda um espaço para depoimentos de amigos e uma cronologia da vida do autor.

Serviço:

Exposição Jorge Amado 
Quando: de 17 de abril a 22 de julho - de terça-feira a domingo, das 10h às 18h
Onde: Museu da Língua Portuguesa - Praça da Luz, s/nº Centro - São Paulo - SP
Quanto: R$ 6 para o público em geral / R$ 3 para estudantes. Aos sábados os ingressos são gratuitos

Um comentário:

Leo Carioca disse...

Eu tô lendo um livro dele agora: Tenda dos Milagres.