Pesquisar este blog

sexta-feira, 9 de maio de 2008

Irmãos e Gays

Dia 20 de maio a Revista Junior estará nas Bancas com a matéria de capa “Irmãos e Gays”, é um fenômeno que está cada vez mais freqüente, já vi irmãos gêmeos gays, eu queria ter um irmão gêmeo gay, deve ser legal dividir seu espaço, sua intimidade com alguém da sua idade, que cresceu e viveu contigo, não tenho um irmão gêmeo gay, mas tenho uma irmã 5 anos mais velha do que eu que é também é gay, no nosso caso o choque familiar foi dobrado, o preconceito dobrado e a rejeição dobrada, crescemos numa família evangélica, acho que isso resume muito coisa, fui entrevistado pela Revista para a confecção dessa matéria, estou ansioso para ver o resultado, dia 20 correrei nas Bancas.

Village People

Ontem fui ao Show do Village People, adorei a impressa estava em peso cobrindo o evento, tanto que cheguei em casa a matéria do Show já estava estampado na pagina inicial do Uol, eles cantaram todos os sucessos deles, mas a casa veio abaixo quando eles cantaram YMCA e Macho Man, apesar da idade ter passado, eles ainda continuam com tudo em cima, dançam bem, são carismáticos com publico, aparentemente gostam muito do Brasil, tanto que a coreografia da música YMCA foi feita aqui no Brasil em meados dos anos 70 ou 80 no Clube Glória, a mestra de cerimônia do evento foi Silvety Montila, eu já tinha lido isso num blog, quando comprei o ingresso eu não obtive essa informação, o DJ que comandou a Pick Up, foi o DJ Pomba, residente da Loca, cheguei à Via Funchal bem cedo, o DJ Pomba já estava lá rolando um som para a galera.

Quase no final do Show o grupo convidou o público a deixarem as suas mesas e invadirem as proximidades do palco, novamente eles cantarem Macho Man e YMCA, a música San Francisco que é a que eu acho mais bonita, fiu cantada no meio do show, quando o públici invadio a frente do palco, eles cumprimentaram toda a galera e pousaram para fotos. Felipe Rose, o indio do grupo, distribui penas vermelhas para o público, eu não consegui pegar nenhuma, também se tivesse pego, o que eu faria com uma pena? O Douglas que gosta de guardar todos os souvenirs, deixo ele responsável por essa parte no relacionamento, sei que os nossos souvenirs estarão muito bem guardados com ele, eu já sou mais desencanado dessas coisas, provavelmente guardaria a pena por alguma semanas até a minha sobrinha descobrir e dar um fim nela.

No final do show encontramos a Salete Campari, conheci a Salete no ano passado quando estava ajudando a promover a Parada da Zona Leste, de lá para cá viramos amigos, como há muito tempo não saio para a noite, quase não há vejo mais, mas conversamos um pouco e logo apareceu a Silvety Montilla, como elas estavam sendo muito assediadas para tirarem fotos, o Douglas e eu nos despedimos da Salete e fomos embora com aquela sensação de fim de show, espero que o Village People volte para o Brasil, o público é garantido, a casa estava lotada por pessoas de todas as idades, é um grupo que fez e faz muito sucesso, ainda no Brasil eles farão shows em Taubaté (09/05), e Recife (10/05) e depois de uma pausa de 11 dias sem shows, voltarão aos palcos franceses no dia 21/05.


Breve Histórico do Grupo

O grupo surgiu em boates gays nos EUA, foi criado no fim da década de 70 pelos produtores Jacques Morali e Henri Belolo.

O nome originou-se do reduto gay de Nova Iorque na época, o Greenwich Village, e a banda ficou conhecida por apresentar-se com fantasias que evocavam símbolos de "masculinidade": policial (Victor Willis), índio norte-americano (Felipe Rose), cowboy (Jeff Olson), carpinteiro (David Hodo), soldado (Alex Briley)]e motociclista (Glenn Hugles).

As suas animadas músicas continham temas homossexuais com ironias sutis, nem sempre percebidas pelos ouvintes heterossexuais da época. O sucesso Macho Man, de 1978, e seu videoclip da época, onde aparecem vestidos como tipos "másculos", é um exemplo. O sucesso aconteceu primeiro na Inglaterra, em 1977, com "San Francisco (You've Got Me)". O sucesso nos Estados Unidos veio em 1978, com "Macho Man".

O grupo lançou também YMCA, In The Navy, Go West (regravada em 1993 pelos Pet Shop Boys) e várias outras que também alcançaram êxito.

Em 1980, o grupo apareceu num filme chamado Can't Stop the Music, que recebeu a indicação de "pior filme do ano", e o troféu irônico Framboesa de Ouro, eles perceberam que as telas não eram o lugar deles e sim o palco.

Com a morte de Glenn Hughes, o motociclista, em 2001, vítima de câncer no pulmão, a formação original do grupo sofreu alteração. Os integrantes atuais do Village People são Felipe Rose (índio), Alex Briley (soldado), David Hodo (carpinteiro), Ray Simpson (policial), Jeff Olson Icaubói) e Eric Anzalone (motociclista).

5 comentários:

Mariposo-L disse...

buaaaaaaaaaaa, também fui podiamos ter combinado isso .....

Blog do Jean disse...

Fico imaginado como deve ter sido bom o show do Village People, aquelas músicas que tanto fizeram sucessos, sendo cantadas por ele bem ali bem perto!
Silvety Montilla como mestra de cerimônia, deve ter sido sensacional!
Sobre a Parada Gay, podemos marcar sim, o Jorge não vai tb, ele tem que trabalhar nesse dia, uó!
Abçs...

Thread disse...

Cara, que massa você foi entrevistado!! :D

Quanto sair a matéria nos avise!!

Bom que vc aproveitou o show! :D

Abração cara!

Fala, Garoto! disse...

Fala, garoto! Tudo bem? Primeira vez em seu espaço. Cara, viajei em seu blog, adoro SP, a cultura de SP, e vc vive e retrata isso fielmente.Moro em Rio Claro, interior. Acho que tenho que pagar alguns pecados.
Assisti aos musicais "O Fantasma da Ópera", "May Fair Lady" e "Miss Saigon". No último dia 19, fui ao Cirque du Soleil - ficará guardado em minha memória, relembro cada instante como se eu estivesse lá.Emociono-me, é algo inexplicável. Mágico, mágico, mágico. Por sinal, estou no Youtube assistindo a trechos da apresentação. Abs

Mister Man disse...

Olá.
Cheguei aqui pelas mãos do Léo.
Certamente uma boa companhia para um espaço aprazível como seu blog.
Parabéns. Gostei do que li.
Mister Man