Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Obama defende gays, imigrantes e mulheres em seu discurso de posse nos EUA

Diante de mais de meio milhão de pessoas, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, tomou posse pública nesta segunda-feira (21) para dar início a seu segundo mandato como mandatário do país.

Após fazer seu juramento, Obama fez um discurso que arrancou aplausos diversas vezes da multidão, defendendo a união do país e a igualdade dos cidadãos norte-americanos, com destaque para os gays, mulheres e imigrantes.

— Nossa jornada não estará completa até que nossas esposas, mães e mulheres ganhem o suficiente. (...) Nossa jornada não estará completa até que nossos irmãos gays sejam tratados de forma igual perante a lei, porque, se somos iguais, nosso amor entre nós é igual.

Obama defendeu ainda os imigrantes do país, dando claros sinais de que irá batalhar pela reforma migratória, e lembrou ainda a proteção das crianças , em clara referência à sua recente batalha pelo controle da venda e uso de armas no país. 

— Nossa jornada não estará completa, até que os imigrantes sejam bem-vindos, (...) até que nossas crianças saibam que elas serão sempre cuidadas e protegidas. Essa é a tarefa de nossa geração.

O discurso de Obama foi marcado por diversos pedidos de “união do país como nação”, além de pedir “fortes alianças” em todo o mundo.

O presidente, que ficará no cargo até janeiro de 2017, também lembrou de desafios importantes de sua agenda de governo, como lutar contra a “ameaça da mudança climática”, e continuar a reforma de saúde.

— Não responder à ameaça da mudança climática [seria uma] traição a nossos filhos e às gerações futuras.

O público estimado no National Mall durante a posse de Obama era de entre 700 mil e 800 mil pessoas.

A cerimônia foi encerrada com a cantora Beyoncé cantando o hino dos Estados Unidos. À noite, eles participarão de dois bailes, muito diferente de 2009, quando ocorreram dez bailes oficiais.

Nenhum comentário: