Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Vote Contra a Homofobia: Defenda a Cidadania

Nesta quarta-feira, participei da reunião que definiu o tema do 14ª Mês do Orgulho LGBT de São Paulo. Na reunião anterior havia sido definido que a temática abordaria a as eleições de 2010 e a importância de voto no combate a homofobia, abordagem pertinente, pois bem sabemos que muitos dos projetos pró-LGBTs não chegam nem a serem apreciados pelos parlamentares, por conta das bancadas de fundamentalistas que se instauraram nos legislativos de todo o Brasil inteiro. Somente com a educação para o voto “consciente”, conseguiremos tirar o Brasil das garras homofóbicas que dificultam a convivência social dos LGBTs.

Para reunião, foram convocados militantes LGBTs, representantes de ONGs e todos os demais membros da sociedade, porém, não haviam mais de 15 presentes para essa discussão de extrema importância. A escolha do tema foi unanime e sem grandes polêmicas, haviam temas que contemplavam o ano eleitoral e a copa do Mundo, mas foi decido que a melhor saída era frisar apenas a questão eleitoral, afim de fortalecer ainda mais a temática, e a questão da homofobia no esporte, poderá ser debatida em 2014, ocasião em que o Brasil será sede da Copa do Mundo.

O tema escolhido foi “Vote contra a homofobia: defenda a cidadania”, acredito que com essa temática, poderemos promover excelentes debates políticos e mostrar para toda a sociedade quem são os políticos homofóbicos, fundamentalistas e que governam em nomes de grupos, esquecendo-se que vivemos em sociedade e que a política tem que ser feita para todos. A questão no “Voto” no tema foi uma escolha unanime, já o lugar do verbo “defender”, também foi sugerido o verbo “conquistar”. A comunidade gay ainda tem muito a conquistar, mas acredito que todos são cidadãos, temos essa conquista, o fato de termos direitos negligenciados, não nos anulam como cidadãos, ainda somos, porém, com menos direitos, o verbo “defender” foi uma escolha assertiva.

Essa será a primeira parada que abordará a questão do voto, porém, a associação da Parada quer fugir do conceito “gay vota em gay”. Estamos com o PLC 122 sob a apreciação da Comissão de Direitos Humanos, bem sabemos que se não fossem por políticos que governam em nome de grupos, esse projeto já estaria aprovado. Temos que ter políticos que governam em nome do coletivo, não podemos responder ao descaso que somos submetidos criando bancadas LGBTs nos legislativos de todo o Brasil, na política só pode existir uma bancada, e essa é a bancada tem que governa para todos. Espero que as discussões de 2010 sejam enriquecedoras para todos.

5 comentários:

FOXX disse...

exatamente
votar é a forma de conseguir as coisas numa democracia, então, vamos lá e escolher direito em quem votar

Paulo Braccini disse...

parabéns amigo pela sua luta que deveria ser a luta de todos os gays e afins ...

bjux

;-)

kinho disse...

OI MEU XARÁ LINDOOOO

MININO ANDEI VENDO EM ALGUNS BLOGS O APOIO A UMA CAMPANHA DESSE CUNHO, NÃO SEI SE É A MESMA, MAS ENFIM ESTAMOS AI PRA AJUDAR A FAZER UM PAÍS MELHOR.

BEIJOS
KINHO

PS. AI SE ESSA TOALHA CAISSE KKK

Anônimo disse...

Tomara que de tudo certo...

volta a participar do yahoo respostas.. vi umas respostas tuas e te digo vc faz bastante falta lá.

yngrid rafaelly disse...

A agência de publicidade universitária “CODE” desenvolve uma campanha contra a homofobia, ressaltando o direito fundamental de todo e qualquer cidadão: o direito de amar! Gostaria de trocar idéias e expor nossa campanha através de link do nosso hotsite em seu site e dessa mesma forma pedir para expor o seu em nosso. Somos universitario e esse trabalho é a nivel acadêmico Obrigada pela compreensão!
Agencia CODE agradece