Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Lua Nova

Sexta-Feira, assisti ao filme Lua Nova, continuação do filme Crepúsculo, que estréio nos cinemas de todo o Brasil no dia 20 de novembro. No filme Crepúsculo a frágil e desastrada Bella Swan (Kristen Stewart) se muda para Forks, uma pequena e monótona cidade, fria e chuvosa sem nenhuma perspectiva até conhecer Edward Cullen (Robert Pattinson) e descobrir que ele é um vampiro, mas já é tarde demais, porque ela já esta apaixonada e para sua sorte ele também esta. Apesar dos perigos que ela corre perto dele ela não aceita se separar.

Em Lua Nova Edward decididamente convencido de que é mais seguro para Bella ficar longe dele decide então ir embora dizendo “Prometo que esta será a última vez que vai me ver”. Então ela mergulha numa depressão que parece não ter fim até encontrar conforto na companhia de seu então melhor amigo Jacob Black (Taylor Lautner) que nada mais é do que um lobisomem, ou seja, inimigo dos vampiros. Mas é com ele que Bella se sente segura quando começa a sentir a ameaçadora volta de Victória que pretende vingar a morte de James, com a sua morte, pois Victória acha que tem que ser um parceiro pelo outro.

Nas aventuras perigosas e atrevidas que Bella vive com Jacob ela encontra uma forma de ouvir a voz de Edward em sua mente, sempre que ela se coloca em perigo sem que ele esteja perto para protegê-la, ela ouve sua voz a reprimindo. Jacob se afasta de Bella para que ela não corra perigo e isso faz com que ela entre na mais profunda tristeza. Desta vez Bella se surpreende com os homens-lobos e com uma forte família de vampiros que dominam a espécie e que moram na Itália, os Volturi, eles representam um grande perigo para Bella e para os Cullens no decorrer da trama. Bella terá que salvar a vida do seu grande amor e em troca disso arruma mais alguns inimigos, os Volturi.

Lua Nova não é o tipo de filme que arrancará lagrimas de uma multidão de pessoas e nem ficará marcado para sempre na memória de maioria, mas confesso que em algumas cenas senti um forte nó na garganta e me segurei para não chorar junto com a Bella a dolorosa perda do seu grande amor. Não existe razão para o amor e nesse ponto a vida real e a ficção se entendem muito bem. Jacob Black sempre deixou bem claro os seus sentimentos pela Bella e ela nunca o iludiu, sempre deixou bem claro que o seu amor estava nas mãos Edward Cullen e que Jacob Black é um amigo querido que ela que sempre por perto. Creio que intermediar a convivência entre lobos e vampiros será o ponto alto de “Eclipse”, a continuação da saga dos vampiros.

3 comentários:

Serginho Tavares disse...

provavelmente eu verei
em dvd
claro

Renato Fierce disse...

A-DO-REI esse filme, com ctz condiz grande parte com o livro, claro, que o livro é mto mais emocinante, eu particularmente me identifiquei com a perda dela, pk ela sofre muito e as coisas que ela diz no livro são realmente muito fortes, reflexivas e tristes, essa fossa valeu toda a séria, poderia ser melhor explorado no filme, enfim, comecei a gostar mto do Black por conta disso, e a gostar menos do Ed., mas como tudo termina "felizes para sempre" ele volta... queria ter um Jacob na minha vida, para me ajudar a superar algumas coisas... abraço!

Marcos Freitas disse...

Renato,

Pode ter certeza que a grande maioria gostaria de um Jacob em sua vida. Eu gostaria de um na minha vida. No filme eu também comecei a ficar com raiva do Edward e torci para a Bella ficar com o Jacob.