Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Jornal Lampião da Esquina é Restaurado por ONG LGBT

Nesta sexta-feira (9) às 18h30, na sede da Aliança Paranaense pela Cidadania LGBT (convite abaixo), acontecerá o lançamento da coleção restaurada e digitalizada do Jornal Lampião da Esquina, que circulou de 1978 a 1981 e foi dirigido à população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) em plena ditadura militar.

Ricardo Lima, Secretário Substituto da Identidade e da Diversidade Cultural, do Ministério da Cultura, estará presente no lançamento e falará sobre as políticas do ministério nesta área.

A Associação Paranaense da Parada da Diversidade, através de emenda parlamentar apresentada pelo deputado federal Dr. Rosinha (PT/PR), recebeu financiamento do Ministério da Cultura para executar em parceria com o Grupo Dignidade o projeto “Lampião da Esquina”, que teve por objetivo a restauração e digitalização do jornal, a fim de promover o acesso a conhecimentos sobre manifestações culturais LGBT.

Segundo Toni Reis, presidente da ABGLT – Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais “é fundamental resgatar a memória da cultura LGBT. Temos muito a aprender com a nossa própria história.

Várias personalidades – algumas da atualidade – contribuíram para a elaboração do Lampião há 30 anos, entre elas: Aguinaldo Silva, Caio Fernando Abreu, Gasparino da Matta, Darcy Penteado, João Silvério Trevisan, Wilson Bueno, Peter Fry e João Antonio Mascarenhas.

Em seu livro “Devassos no Paraíso”, João Silvério Trevisan afirma que o Lampião era um “fato quase escandaloso para as pudicas esquerda e direita brasileiras, acostumadas ao recato, acima de tudo. Lampião vinha, bem ou mal, significar uma ruptura”. Ruptura no sentido de que o jornal foi inédito em tratar abertamente de temas antes “considerados ‘secundários’ – tais como sexualidade, discriminação racial, artes, ecologia, machismo – e a linguagem empregada era comumente a mesma linguagem desmunhecada e desabusada do gueto homossexual” (id.).

Agora, o material considerado marco importante na “abertura política” no Brasil, será disponibilizado para consulta no Centro de Documentação Histórica Professor Dr. Luiz Mott, localizado na sede da Aliança Paranaense pela Cidadania LGBT. O periódico teve 01 edição n° “zero”, 37 edições sequenciais e mais 03 edições “extras”, totalizando 41 edições.

O jornal também foi digitalizado e está à disposição para consulta pela internet, no endereço: www.grupodignidade.org.br

Serviço:

Lançamento da Restauração do Jornal Lampião da Esquina
Data: 6ª-feira, 09 de abril de 2010 às 18h30
Local: Aliança Paranaense pela Cidadania LGBT
Av. Mal. Floriano Peixoto, 366, cj. 46 (Praça Carlos Gomes)

3 comentários:

RICARDO AGUIEIRAS disse...

Marcos,
precisamos, sempre, ficar muito atento, por que a serpente é perigosa: Preste a atenção no cartaz da mostra. Depois leia o email que mandei para várias listas, denunciando o oportunismo eleitoreiro:
ATENÇÃO:
Atenção, está sendo divulgada mais uma sutil jogada da ABGLT-PT, na montagem da foto-convite sobre a coletaurada do jornal "Lampião da Esquina:

Lula não teve nada, absolutamente nada a ver com o grande "Lampião na Esquina", portanto, percebe-se toda a tramóia eleitoreira em colocar a capa com a imagem do Lula em cima , na "arrumação" da wfoto abaixo, do convite, passando a ideia errônea, mentirosa e tendenciosa de que Lula estava do nosso lado, na época. REPAREM!!!Ninguém engana todos ao mesmo tempo, senhora ABGLT!

Marcos, o Luiz Mott ficou do meu lado e disse, ainda:
Aguieiras e colegas

Tens razão em denunciar esta propaganda subreptícia do lula. Porque não botaram a gravura de fidel dançando rumba e expulsando gays da ilha da fantasia?

Apesar da promoção do Lula, parabéns, ótimo, muito ótimo a disponibilização do Lampião no CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO PROF.DR. LUIZ MOTT do Dignidade... (meus inimigos devem estar remoendo de inveja...)



Eis o que Lula disse no Lampião:

“homossexualismo na classe operária? Não conheço.”

[Lampião, n.14, julho 1979]



“Num debate do PT em Curitiba, o Presidente da ABGLT, Toni Reis quis saber por que Lula proclamara num comício dez anos passados, que não havia homossexuais no ABC paulista. Lula não se explicou.” [O Globo, 10-8-1996]



Luiz Mott

Serginho Tavares disse...

é uma pena que hoje em dia não se veja algo assim

Arsênico disse...

Ouvi muito sobre esse Jornal na época de faculdade de Rádio e TV durante aulas sobre o histórico da comunicação no Brasil!

Fiquei curioso e quero saber mais... vou acessar o site!

***

:D