Pesquisar este blog

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

A Day Without a Gay – Um Dia Sem Gays

A grande maioria das pessoas só dão valor àquilo que se perde ou não tem. Esse ditado está pra lá de batido, mas nele encontramos uma grande verdade, e, buscando mostrar essa verdade para a sociedade, gays norte-americanos promoverão no próximo dia 10 de Dezembro “Um Dia Sem Gays”. Será um dia que gays de ambos os sexos, não irão ao trabalho, às escolas e às universidades. Também não sairão em passeio pelas ruas e não partirão para o consumo nos centros comerciais. O dia será dedicado a tarefas humanitárias.

Essa estratégia já fui usada com sucesso por imigrantes. Discriminados e explorados, eles pararam um dia e a economia americana sentiu o sobressalto. Gostaria de ver como o mercado brasileiro se comportaria num dia sem gays, como eles ficariam sem o nosso “Pink Money”. Um dia desses no Brasil seria um caos, seria um dia em que a maioria dos hospitais perderiam grande parte dos seus médicos e enfermeiros, atendimento de telemarketing saltaria de uma para duas horas ou mais de espera, salões de cabeleireiros não iriam abrir, enfim, um dia sem filhos, profissionais e amigos dedicados, um dia sem gays, pelo simples fato da sociedade não nos aceitarmos, negando-nos direitos constitucionais básicos para qualquer cidadão viver com dignidade. Seria ótimo se a militância brasileira adotasse essa idéia, só assim poderemos mostrar as contribuições que damos a sociedade.

Para saber mais sobre o protesto, acesse o site http://www.daywithoutagay.org/

14 comentários:

Paula disse...

Gostei do novo Banner, muito legal a foto.

Quanto ao post, infelizmente, o povo brasileiro usa de hipocrisia, nossa sociedade é falsa, tudo que vier ao seu bem estar, sem muito esforço ou exposição é válido. Não lutamos por direitos, não brigamos pelo melhor, deixamos o barco correr. Não existe engajamento na nossa sociedade. Claro, que para toda regra existem pouquíssimas exceções e no nosso caso são pouquíssimas mesmo.

Beijo =D

VIADAGEM E A TRANSGRESSÃO POÉTICA disse...

Bom, já conversamos bastante por telefone sobre essa idéia genial. Mas acho que aqui não pegaria. Ando bastante decepcionado com a militância brasileira, nunca ouve tantas denúncias de desvio de verbas públicas como agora, um horror. A grande maioria milita apenas por seus particulares interesses... E, infelizmente, parece que só conseguimos chamar a atenção de homossexuais para a Parada. E mais nada. Claro que isso tem centenas de explicações , mas a principal, para mim, é que não há interesse político para mudanças, por que muita gente sairia perdendo com mudanças que se concretizassem. Por isso, há anos projetos transitando pelo poder sem aprovação nenhuma, enquanto a militância realiza conferências e mais conferências onde lideres sérios não são convidados para as mesas... Jogar a culpa na bancada evangélica é real, verdadeira, não podemos desprezar a força do inimigo, vide essa notícia:
http://mixbrasil.uol.com.br/mp/upload/noticia/6_72_70045.shtml
Mas penso também que há desunião, desinteresse político e não aprendemos com os evangélicos a usarmos as mesmas armas que eles: eficiência, organização e união.
Aqui, esse dia passaria batido, tão batido como os Dias sem Carros; Dias sem Fumo, Dia sem internet , sem TV, coisas que aqui não pegam ou não pegaram, não somos um povo solidário e nem lutamos como deveríamos por nossos Direitos ou por um mundo melhor.
Ricardo
aguieiras2002@yahoo.com.br

Serginho Tavares disse...

aqui no brasil ia seria uma confusao dos diabos se as pessoas assumissem
ah
adorei o novo layout moço
beijos

O Menino que Voa disse...

transgressor, mas pode funcionar!!!

MARCUS disse...

PUTZ, SE TODOS QUE SE ENTENDEM COMO GAYS REALMENTE PARASSEM DE TRABALHAR POR UM DIA (COISA UTÓPICA), O CAOS SERIA TOTAL. MÉDICOS, ENGENHEIROS, POLÍTICOS, QUÍMICOS, CAMINHONEIROS E PESSOAS DE TODAS AS PROFISSÕES CRUZARIAM OS BRAÇOS E AÍ A CONFUSÃO SERIA ENORME. MAS ISSO É UTOPIA, REPITO, O POVO NÃO IA QUERER SE ASSUMIR, MUITOS NÃO SE ASSUMEM NEM PRA SI PRÓPRIOS... MAS, POR EXEMPLO, E O CARA CASADO QUE CURTE HOMENS TAMBÉM, SERIA ELE GAY ENRUSTIDO OU BI? E ELE SE JUNTARIA AO PROTESTO? HUMMM... COMO DEFINIR? ISSO ME FAZ LEMBRAR UM FILME ÓTIMO QUE VI, "UM DIA SEM MEXICANOS", QUANDO TODOS OS MEXICANOS SOMEM DA CALIFÓRNIA, POR CAUSA DE UMA ESTRANHA NEBLINA (?!) QUE APARECE E ISOLA O ESTADO (NONSENSE PURO, MAS O FILME É 10!).

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

adorei isso. já pensou no estrago que isso pode causar?

nem a troca de óleo do jair óleos abriria neste dia.

vou copiar o link. ok?

beijos

Londoner disse...

A IDEIA E FANTASTICA E REALMENTE FARIA O BRASIL ENTENDER DE UMA VEZ POR TODAS O REAL TAMANHO DA COMUNIDADE GAY AI.
O PROBLEMA SAO AS PESSOAS QUE AINDA ESTAO "DENTRO DO ARMARIO" (DIGO POR EXPERIENCIA PROPRIA, NAO ESTOU DENTRO DO ARMARIO AQUI EM LONDRES MAS AINDA ESTOU COMPLETAMENTE DENTRO DELE AI NO BRASIL, INFELIZMENTE SOU UM DOS PRIMEIROS QUE PENSARIA EM FICAR "DOENTE" NESSE DIA E NAO APARECER NO TRABALHO, HAUHAUHAUHAU)

MAS ADOREI A IDEIA QUE O POST TROUXE A TONA!

ABRACOS!

MaxReinert disse...

Muito boa idéia!
Estou viralizando também!
Agora quero armar algo pro próximo ano!!!!

t.e.a.g.o. disse...

hum..
essa eu quero ver... como..

adorei o banner..
abração

Alexandre Lucas disse...

Adorei o novo visual =)

tommie carioca disse...

Não sei qual parte é a mais difícil, mas deve ser a de passar o dia fazendo trabalho beneficente, iam todos se jogar na praia aproveitando o feriado gay - ou alguma dúvida que esse dia não ia virar isso?

DON PAVINATTO disse...

Parabéns pelo novo lay out e pela reflexão. Mas, aqui, isso daria anotação em CTPS e risco de dispensa por justa causa. Risos.

Anônimo disse...

Adorei a idéia, mas acho um tanto difícil. No meu ambiente de trabalho por exemplo, predominantemente hetero e um tanto preconceituoso, consigo manter um bom nível de relacionamento, até mesmo levar algumas amizades para o plano pessoal abrindo minha orientção. Porém, muitos outros realmente não percebem ou náo querem perceber que sou gay. Como poderia participar de um dia sem gays?

AIRBORNE disse...

eu super topo... na verdade, podia ser uma semana sem gays heheheh (o louco precisando de férias)

no Brasil isso não funciona porque muita gente ainda não se assumiu e, portanto, não participaria de algo assim (é que nem combinar de faltar toda a classe na escola, sempre vai ter aquele cdf que vai e todo mundo toma falta hehehe)...