Pesquisar este blog

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

O Voto dos Desesperados

Confesso que estava no time daqueles que duvidavam que o EUA conseguiria eleger um presidente negro. Os Eustados Unidos são altamente preconceituosos, e se não fosse as guerras que os EUA estão envolvidos, a eleição poderia ter outro resultado, se não fosse reprovação ao governo Bush e a crise financeira que o mundo se afunda, dificilmente Barack Obama teria sido eleito presidente.

Obama foi eleito sob o grito de desespero, o mesmo grito que elegeu e reelegeu um pernambucano e ex-sindicalista à presidencia do Brasil. Obama representa as vozes de minorias, de mulheres, povos latinos e de negros que vivem na américa do norte. Ele foi eleito sob um clamor de medo, sonhos e anseios, e qualquer outro nome que estivesse no partido democrata seria eleito, pois eles representaram a única chance de descontinuidade da política atual.

Não espero muito de Obama, ele é um presidente americano. E como tal irá defender os direitos do seu país. Creio que ele dará fim a essas guerras que o país está envolvido, mas, não espero dele, presidente americano, seja mais acolhedor com o Mundo. Os EUA terão a mesma política internacional predatória que sempre tiveram, qualquer nação com o poderio que os americanos têm, agiriam da mesma forma.

Espero que o novo presidente seja mais assertivo do que o atual, sou completamente avesso aos Estados Unidos. Não gosto da cultura e nem da política que remete a esse país, mas não posso negar a importância dessa nação para a economia mundial. Não torço pelo fracasso dos americanos, esse seria o caminho mais fácil para que engulissem o orgulho e a prepotência que eles jogam no Mundo, torço pelo sucesso e a soberania dos países emergentes, e é esse sucesso que fará o contraposto que equilibrará a arrogância americana com os demais países. Não quero a derrota da economia norte-americana, quero que as economias menos abastadas também façam sucesso.

Concurso Cultural – A Filha do Escritor

Quer ganhar de presente esse maravilhoso livro do Gustavo Bernando? O Blog Passageiro do Mundo em parceria com a Editora Agir lhe da esse presente, basta responder a pergunta abaixo nos comentários do post “A Filha do Escritor”, a melhor resposta receberá um exemplar do livro em qualquer lugar do Brasil.

Para você, quais são os límites entre o real e o imaginário?

As respostas serão aceitas até a meia noite do dia 07 de novembro, a melhor resposta será divulgada no dia 10 de novembro, abaixo da resposta é necessário deixar um endereço de email para contato.

Para acessar o site do livro, clique aqui.

11 comentários:

Paulo disse...

Eu fiquei feliz com a vitória dele. Pelo menos, sai a política conservadora da Casa Branca! Se ele será melhor ou não que o Bush, sinceramente não sei, mas tenho fé que sim!


abração!

Paulo disse...

E dessa vez não deixei pra amanhã, fiz o comentário do livro hoje mesmo!! ;-)

MARCUS disse...

BEM, MARCOS, MAS O FATO DE O MUNDO SE VER LIVRE DAQUELE TEXANO BÊBADO, QUE SÓ FEZ MERDA, JÁ É UMA GRANDE COISA. NÀO ACHO QUE OBAMA SERÁ A SOLUÇÃO PARA TUDO, CLARO QUE NÃO, MAS ESPERO QUE SEJA MELHOR QUE BUSH: 2 GUERRAS, RECRUDESCIMENTO DO ÓDIO ANTI-AMERICANO, 1 CRISE ECONÔMICA QUE DEIXOU ESTOURAR. SOBRE CUECAS, O POST ANTERIOR, EU GOSTO MAIS DAS TRADICIONAIS, BRANCAS E PRETAS, SLIP E BOXERS. SEM OS ABSURDOS QUE VEJO POR AÍ, PAGAR MAIS DE 200 REAIS POR UMA CUECA (ARMANI). SEI LÁ, TEM GENTE ACHANDO QUE CUECA É SÍMBOLO DE STATUS, ISSO ME IRRITA UM POUCO. ESTANDO BONITA, NÀO DESBEIÇADA NEM FURADA, HEHE, NÀO PRECISA SER DE GRIFE PARA SER EXCITANTE. E NADA DE CUECAS SEM A PARTE DE TRÁS OU MUITO CHEIAS DE FRUFRUS... ISSO BROCHA! RSSSS.

Pavinatto disse...

Querido, tenho muitas dúvidas se foi o mesmo frito de desespero que elegeu Lulla e Obama. Até porque, ao contrário do Apedeuto, Obama não se valeu da desgraça pretérita pra ganhar votos.

Serginho Tavares disse...

eu torci pelo Obama e fiquei feliz por ele ter ganho mas não sou do time que acha que ele vai mudar o mundo porque é negro...

Marcelo T. disse...

Nen feliz, nen triste...

o importante é não se distanciar da realidade que estamos vivenciando e cair na falsa alegria de alguns meses, até a posso de Obama, onde poderemos de fato termos uma base de seu encaminhamento com relação a diversos assuntos, o seu discursso de vitória foi att comovente, inclusivo e esperançoso, mas o que conta é a capacidade de realização defrontada com possivel (whe can change, but not do miracles)

Gostei do post, por esta razão, distância da euforia e coloca uma questão bem legal, a comparação entre as situações vividas no Brasil e att me colocou uma pulga atrás da orelha, será que podemos fazer esta analogia ??? Contextos tão diferentes, realmente é dificil fazer uma comparação como esta sem conhecer o historico "como um todo", mas acho que no quesito euforia por mudanças, está certo, isso se prova pelo maciço número de eleitores jovens.

O legal, independente do ceticismo, ou não, é sua posição mais liberal e racional a questões perminentes a gay community, entre outros uma grande vitória, se pensarmos em seus antecessores.
Será que a atitude de um presidente pode mudar a postura de seus cidadãos, isso sim seria um grande mudança.


Primeiro comment...super grande, mas é que achei o tema muito relevante, fora a minha vontade de escrever, rsss. Sempre leio e nunk comento esse foi o MOMENTO !!

VIADAGEM E A TRANSGRESSÃO POÉTICA disse...

Bom, como sou norte-americana, eu votei no Consulado. Votei no Obama apenas por que ele é gostoso... assim é a vida, o MacCain é meio feio, então preferi o outro.
Amo o André Fischer!
Diva Limith Trofe

Gustavo Miranda botadentro@ymail.com disse...

Pode ser que seja a repetição do bordão "A Esperança Venceu o Medo", mas eu confesso que fiquei emocionado ao ler a íntegra do discurso dele, no Estadão de ontem. Vale a pena ler e esperar uma política menos venenosa, mais aberta e esclarecida. O que me irrita é que o mesmo país que elegeu Obama derrubou o casamento gay. Daí que penso: será que os Estados Unidos é mesmo o lugar onde tudo pode acontecer?

Gui Sillva disse...

sinal de esperança!

Diógenes de Souza disse...

Li o discurso dele e me arrepiei. Lembrei-me da eleição de Lula, como você mencionou. Que o sentimento de esperança ultrapasse esta fronteira.

Abraço.

kinho disse...

OI XARÁ


VENDO OBAMA LEMBREI-ME DE MARTIN LUTHER KING "EU TENHO UM SONHO....."

SERÁ QUE ESTE SONHO SERÁ BENEFICO ?? PARA OS USA E O MUNDO !???

FICA A PERGUNTA NO AR !!!

BJOS/KINHO