Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Madonna Encanta São Paulo

Ontem fui ao show da Madonna, foi o primeiro mega evento que presenciei, adorei... Cheguei ao Morumbi por volta de meio dia, e foi uma novela para procurar um estacionamento. Os estacionamentos próximos ao estádio cobravam 100 reais para estacionar, na rua os flanelinhas cobravam 50 (e a policia nem ai), um amigo conseguiu estacionar longe, bem longe do estádio por 70 reais. Eu não tenho estomago para pagar 100 reais no estacionamento de um carro, acabei estacionando longe, bem longe, lá na marginal, perto da ponte do Morumbi. Deixei o meu carro num estacionamento de 10 reais, e paguei 14 no taxi que me deixou de volta no estádio. Para voltar a ponte do Morumbi era outra história que eu não estava nenhum pouco preocupado.

Conheci pessoas maravilhosas na fila, gay adora fazer amizade. Tinha um casal hétero muito simpático, as gays fizeram várias piadas colocando em duvida a masculinidade do rapaz, ele e a noiva só davam risadas, depois comentei com o Douglas: Olha o que a cultura faz, se fosse um HT ignorante não levaria tais brincadeiras na esportiva. Ser resolvido sexualmente é tudo de bom... Por volta das 5 da tarde avistamos o comboio de carros da Madonna e os batedores da policia. Eu que não sou um fã religioso, me surpreendi quando pulei o isolamento da fila da pista vip e fui avistar o comboio mais de perto, vi a correria dos seguranças quando o carro já estava nas dependências do estádio, não entendi, pois naquela área só tinha os envolvidos com o evento, vai entender...

Depois de mais de uma hora que a Madonna chegou ao estádio, à pista vip foi liberada. O portão abriu com quase uma hora de atraso, mas isso não foi problema para a galera que estava vibrando para adentrar ao show. Quando cheguei à área da pista vip, confirmei o que o Paulo havia que dito horas antes: Na área vip qualquer lugar tem uma ótima visão para o palco. No show fiquei próximo do Douglas, nossos amigos e amigos que fizemos na fila. Esperávamos que a qualquer momento o DJ começasse o seu set, mas ele quase às 20 horas, horário o que os últimos preparativos para começar o show deveriam estar se finalizando.

O DJ terminou o seu set 48 minutos após o íncio, os fãs já estavam dando tchau para ele, querimas a Madonna. Os últimos preparativos para o show começaram a serem feitos, o que não imaginávamos é que a Madonna viria ao palco somente quando o relógio estivesse alcançado às 10 da noite, horário que o show deveria estar encaminhando para o encerramento. Momentos antes de o show começar, o publicou soltou uma forte vaia para a produção do evento por conta do desrespeito ao publico. Nos da pista vip e da pista estávamos em pé desde as 18 horas, isso sem contar às horas que ficamos em pé na fila.

Quando o show começou, ninguém lembrava mais das vaias, do desrespeito, da água sendo vendida a três reais e do refrigerante a cinco. Concentramo-nos (os 67 mil fãs presentes) apenas na estrela maior do show, Madonna. Em português a diva prometeu voltar a São Paulo e não ficar longe por muito tempo. O show teve vários pontos fortes, entre eles quando ela cantou 4 minutes e quatro telas gigantes do Justin Timberlake a acompanhou, foi um momento de muita vibração; adorei emocionei quando ela cantou Like a Virgen a capela, musica escolhida por um fã, serão momentos que ficarão para sempre na minha memória, momentos que justificam o preço do ingresso, pelo menos para mim...

Fiquei surpreso com o vídeo que foi transmitido enquanto tocava “Get Stupid Remix”, imagens fortes, um bonito protesto mostrando ao Mundo alguns abusos que cometemos e acabamos gerando a miséria e infelicidade de milhões de pessoas. Madonna se diz feliz por estar encerrando sua turnê em São Paulo, espero que ela use imagens dos shows realizados no Brasil para o DVD da turnê. Quem está a fim de ir aos shows, os ingressos não estão esgotados, e cambistas desesperados com ingressos nas mãos chegaram a oferecer ingressos da pista vip, os mesmos que eu paguei 600 reais + 20% de taxa de conveniência, por 10 reais, segundo relato de uma amiga que encontrei após o show, mas temos que tomar cuidado com a veracidade do mesmo, pois todos são submetidos a leitores de código de barras, o que impossibilita a entrada ao estádio de uma pessoa com um ingresso falso.

Teve momentos que imaginei que não agüentaria até o final do show, cheguei num estado de exaustão incontrolável, meu petit ami por diversas vezes se apoiou a mim, foi cansativo ficar mais de 12 horas em pé. Também foi cansativo a volta para casa, o meu amigo que pagou 70 reais de estacionamento, me deu uma carona até a marginal pinheiros, na ponte do morumbi, mas até chegarmos aonde ele estacionou, andamos muito, acho que uns 50 minutos, depois enfretamos transito pra caramba, e quando ele nos deixou na marginal, ainda andamos por uns 10 minutos para chegarmos até o local, enfim, foi muito sofrimento... Espero que a Madonna cumpra a sua promessa, e não demore para fazer outros shows no Brasil.

9 comentários:

VIADAGEM E A TRANSGRESSÃO POÉTICA disse...

Vou me abster de comentar o show e a Madonna. Mas elogio o seu belo texto muito bem escrito. Você já pode ser um crítico de multimídia!
Ricardo
aguieiras2002@yahoo.com.br

O Menino que Voa disse...

mordi minha propria lingua, morri envenenado, mas fui ao show. Decidi de ultima hora, porque trabalharia ate as 22h, mas consegui dispensa às 20h. As 21h40, jah estava com meus amigos na Pista Comum mesmo. Fui ver a Véia e adorei! Fiquei revoltado com a versao de VOGUE. 15 anos de abstinencia, ela NOS DEVIA a versão original. Mesmo assim, me deliciei com Borderline Rock (pq eu ODEIO a original) e, claro, com a versão DELICIOSA de Like a Prayer! Ou seja.. valeu... Só não aceito o "te amo São Paulo". Quem ama, não demora 15 anos pra voltar!

Rodrigo disse...

Puxa, eu adoraria ir nesse show.

LE GRAND.... disse...

eu também tive a oportunidade de estar no show e na area vip.... pra mim, todo centavo pago foi muito bem compensado. E ma minha opinião o momento que mais marcou no show foi quando ela cantou you must love me, onde todos diziam em uma so voz que a amavamos e fomos retribuidos com um beijo e uma piscadela dos olhos... isso marcou bastante.

Anônimo disse...

Amei o seu texto, parabéns.
Adoro o seu Blog!!! bj.

Mas esse tal *Menino que Voa* falar que foi ver a *véia*!!! que falta de delicadeza, basta ser apenas um *menino* mesmo.

Pedro Bueno disse...

Ainda bem que se emocionou quando o show de Madona mostrou a miséria provocada pelos poderosos. Quanto ao HT ignorante, penso que quando se vai numa festa, tudo se resolve com alegria, mas o preconceito as vezes nos deixa pensar dessa forma.
Se valeu o sacrifício, parabéns. Acho que Deus dá a cada um de nós o que merecemos e também porque fizemos por onde conquistar valores que nos dêem condições de aproveitarmos a vida, de forma honesta e de respeito.

De fato Madona merece toda a fama que conquistou, que não deve ter sido fácil.

Feliz Natal

Diógenes de Souza disse...

Quanto mais eu leio sobre o show da Madonna, mais vejo o verdadeiro espetácuylo que perdi. Um amigo de turma foi e eu estou odiando o fato de ele nao te rentrado no msn ainda para contar tudo, assim como vc.

Obrigadooo! XD
Abraço.

Anônimo disse...

è Like a Virgin, não Like a Virgen....mais um deslize hein Marcos...hehe

Alberto Pereira Jr. disse...

a passagem dela por sp foi demais!