Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 23 de abril de 2009

O Amor é Importante. Porra!

Semana passada, estava passando pela Av. Cruzeiro do Sul e vi pixado no murro de uma Escola Técnica Estadual que fica ao lado do Shopping D a seguinte frase: “O Amor é Importante. Porra!”. Nunca li nada mais sensato e coerente nos murros emporcalhados de São Paulo do que a frase em questão. Estamos numa sociedade em que cada vez o individualismo se faz mais presente e as demonstrações de amor, carinho é afeto são tidas como sinais de fraqueza. Eu penso o contrário e me explico: Numa sociedade em que cada vez existe um culto ao “eu”, os que ouçam liberarem os seus sentimentos, mostrarem a verdadeira cerne dos seus corações, são os grandes heróis da sociedade.

Disse o poeta que dispensa quaisquer apresentações que “O amor é o ridículo da vida. A gente procura nele uma pureza impossível, uma pureza que está sempre se pondo. A vida veio e me levou com ela. Sorte é se abandonar e aceitar essa vaga idéia de paraíso que nos persegue, bonita e breve, como borboletas que só vivem 24 horas. Morrer não dói." Eu não tenho medo da morte. Tenho medo de viver e não ser amado. Assim como diversas partes do corpo, o coração também tem propriedades regenerativas, mas como o fígado, que submetido a constantes desgastes chega a um ponto irreversível, assim também ocorre com o coração.

Amar não dói, o que dói é a insignificância na qual somos submetidos quando esse amor não é correspondido. Sorte tem as borboletas que vivem 24 horas num paraíso bonito e breve, muitos de nos passamos à vida inteira sem sequer saber em qual direção se encontra o paraíso de viver, de amar e ser amado. Eu sou intenso e de outra forma não sei viver, podem atirar-me pedras e criticar-me, mas prefiro entregar-me de corpo e alma ao amor, passar por um paraíso, nem que seja brevemente, do que me submeter a uma vida inteira sem prazeres e amores.

Só quem ama e não esconde seus sentimentos de ninguém conhece a dor da recusa de um amor, e não me refiro somente às situações mais abrangentes como o inicio de um relacionamento, também quero evidenciar as pequenas recusas do dia a dia, o impedimento do encontrar das mãos. Amar é tão sublime, que não há necessidades de poda. Não vejo o porquê colocarmos limites para o amor, pois é em nome do amor que as mais lindas histórias são fundamentadas. O amor é importante, porra!

Concurso Cultural – Vida Modelo

Quer ganhar de presente o livro “Vida Modelo” de John Casablancas? O Blog Passageiro do Mundo em parceria com a editora Agir lhe dá esse presente. Para isso, basta responder a pergunta abaixo nos comentários do post “Vida Modelo”. A melhor resposta recebera um exemplar do livro em qualquer lugar do Brasil.

Para você, qual o maior segredo para ser uma top model?

As respostas serão aceitas até a meia-noite do dia 29 de abril. A melhor resposta será divulgada no dia 01 de maio, abaixo da resposta é necessário deixar um endereço de email para contato.

6 comentários:

°renatø disse...

opa,
passando p avisar que linkei teu blog ok?
gostei mto do q vi ate agora...

abraços
http://thevoyeurman.blogspot.com

FOXX disse...

sou obrigado a discordar
não é não!

Nathy Cândido! disse...

Nossa =/
adorei..o amor eh importante sim,porra heheh sem ele não teriamos por quem rir,chorar é isso mesmo!
beijos estalados!

Klero disse...

discordo por não acreditar em amor

mas faó a ressalva
as relações humanas, estas sim, são importantes

t.e.a.g.o. disse...

outro dia eu estava pensando...
o amor e o sentimento primordio da humanidade, com ele vem outros, como confiança, respeito, amizade e o odio mesmo...
mas hoje em dia ele ta abaixo disso tudo...
eu acredito no amor...
e vou morre acreditando

Anônimo disse...

Porra é importante, amor!