Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Campanha da Secretaria de Estado da Cultura seleciona trabalhos sobre inclusão de pessoas com deficiência

A Secretaria de Estado da Cultura está com as inscrições abertas para a campanha participativa “Pela arte se inclui”, visando à conscientização para a inclusão de pessoas com deficiência. Qualquer pessoa pode inscrever-se com trabalhos das mais variadas linguagens, como texto, teatro, música, canto, dança, fotografia, cinema, arte circense e dança, desde que exemplifiquem ações e projetos ligados à inclusão de pessoas com deficiência, como companhias de dança formadas por cadeirantes, balé para meninas com deficiência visual, fotografia para auxiliar a inclusão de pessoas com problemas de cognição.

Os relatos de exemplos de inclusão nas áreas referidas serão selecionados pelos curadores Abigail Montanher, Maria Isabel da Silva, Rafael Público, Luis Carlos Cocola França Kassab, Juliana Paula Martins, Edimara Henrique de Mecena e Silvana Pereira Gimenes. Os 30 melhores trabalhos vão compor um livro-catálogo e participar de atividades e programação cultural montada por ocasião das datas comemorativas e de visibilidade da pessoa com deficiência. As inscrições podem ser feitas pelo site da Assessoria de Cultura para Gêneros e Etnias.

“A cultura é um dos caminhos para transformar as pessoas e a sociedade. Realizando campanhas como esta, estamos agindo diretamente para reduzir preconceitos, promovendo o reconhecimento e o fortalecimento de grupos hoje discriminados”, afirma o Secretário de Estado da Cultura, Andrea Matarazzo.

A ação é coordenada pela Assessoria de Cultura para Gêneros e Etnias que, desde 2007, realiza campanhas com foco no combate às discriminações e no fortalecimento das identidades. Neste ano, além de “Pela arte se inclui”, foram lançadas também “Laços afetivos”, com foco na diversidade sexual, e “Nós, os afro-brasileiros”, visando à conscientização para a diversidade étnica e cultural.

Em “Nós, os afro-brasileiros”, o público poderá inscrever-se com pequenos vídeodocumentários apresentando personagens, fatos, lugares e histórias que tenham como base o fortalecimento da população negra. Os melhores vídeos serão selecionados pelo curador Jéferson DE e exibidos em mostras. O tema dessa campanha foi escolhido através de parceria com o Museu Afro Brasil.

Já em “Laços afetivos”, o público poderá contribuir com crônicas, depoimentos e reportagens sobre as relações familiares, de amizade, no trabalho e na escola, entre pais e filhos heterossexuais ou homossexuais. Os melhores trabalhos serão selecionados pelos curadores Laura Bacellar e João Federici; os ganhadores farão parte de um livro.

Nenhum comentário: