Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Ninguém é Perfeito

Assistindo ao vídeo Pink Perfect – Não sou perfeito pai, que o próprio autor sugeriu que eu divulgasse no blog, me lembrei da campanha “Its gets better”, que ganhou grande repercussão nos Estados Unidos depois de uma séria de suicídios de adolescentes gays por não terem suportado a homofobia da sociedade, principalmente as ocorridas no ambiente escolar.

Uma das vitimas foi o garoto Tyler Clementi, de 20 anos, estudante e violinista. Tyler  morava no dormitório de uma faculdade no Estado de Nova Jersey. Ele dividia o quarto com Dharum Ravi, para quem pediu um pouco de privacidade. Ravi saiu, mas deixou uma webcam ligada, gravando tudo o que acontecia no quarto, com as imagens sendo exibidas ao vivo por um site de internet. As imagens gravadas mostravam Tyler beijando outro homem.

No Twitter, Dharun assumiu a autoria do vídeo e publicou no dia 19 de setembro de 2010 a mensagem “Eu o vi transando com outro cara”, referindo-se a Tyler Clementi, seu colega de quarto. Três dias depois, humilhado e com sua orientação sexual exposta, Tyler colocou uma mensagem em sua página do Facebook que dizia “jumping off gw bridge sorry” (saltando da ponte george washington sinto muito). O ministério público acusa Ravi e outra estudante de jogarem as imagens na internet sem permissão. Os dois estudantes envolvidos no cyberbullying podem ser condenados a cinco anos de cadeia.

Assim como o Marcos, ninguém é perfeito, mas se vivermos na tentativa que tentar agradar os demais, iremos nos anular. Temos que ser aceitos como somos e quando isso não acontece temos que ser fortes e lutar contra o preconceito e não tentar ser “perfeito”, pois perfeito ninguém é. Também espero por um país mais justo, com governantes corajosos e que não venda os direitos LGBTs em troca de apoio de grupos religiosos.

A homofobia teve uma chance para ser combatida no ambiente escolar, mas infelizmente o Kit anti-homofobia foi vetado pela presidente Dilma, com o depoimentos que ela não faria "publicidade de opções sexuais". Precisamos de um país melhor, mas para isso temos que ter governantes melhores, com coragem para combater os problemas que estão ceifando vidas.

Nenhum comentário: