Pesquisar este blog

segunda-feira, 30 de junho de 2008

11 de Setembro Pessoal

Todos nos temos o nosso 11 de setembro pessoal, momentos difíceis que não desejamos para ninguém, quarta-feira passada, no enterro da minha tia houve uma cerimônia religiosa, foi um dos momentos em que a família mais sofreu, pois sabíamos que ao acabar aquela reunião seria a ultima despedida, durante a reunião a minha irmã se descontrolou, debruçou sobre o corpo da minha tia e chorava muito, minha mãe que estava ao meu lado me pediu para ir lá retirar ela, eu fui, ao retirá-la ela caiu no show, eu praticamente sem forças não conseguia levantá-la, não lembro quem me ajudou a levanta-la, acho que foi a minha mãe, pois quando ela se levantou minha mãe a abraçou e elas ficaram chorando por alguns minutos antes de se sentarem, quando elas estavam em pé, eu senti uma forte dor no peito seguido de uma queimação, senti um peso na cabeça e as minhas vistas escureceram, me apoiei na minha mãe e depois sentei, pensei que iria desmaiar, sentando coloquei a minha sobrinha no colo, e comecei a tremer muito, me acalmei, parei de tremer, e a dor forte no peito, que mais parecia um principio de infarto passou, apesar de estar envolvido numa situação de fortes emoções, vou procurar um cardiologista e relatar o que aconteceu.

Não consigo descrever o que eu senti com a morte da minha tia, não fiquei triste porque ela morreu, e sim por conta da saudade, por saber que nunca mais a veria, que nunca mais atenderia um telefonema e que nem poderia mais ligar para ela, jamais saberemos se o resultado da operação que ela se submeteu foi satisfatório, isso saberíamos daqui há alguns meses, quando ela estivesse fazendo fisioterapia, minha mãe estava me falando ontem que ela tinha que fazer hemodiálise e que ela estava com medo, pois por conta dos problemas que saúde que ela já tinha, o tratamento seria muito perigoso, e colocaria a sua vida em risco, o estado dela era muito delicado, e é muito egoísmo nosso querer um parente por perto só para nos satisfazermos, não levando em consideração o seu sofrimento, os seus problemas, hoje encaro a morte da minha tia como um descanso, ela estava sofrendo demais, hoje os familiares estão sofrendo, mas não estamos numa cadeira de rodas, precisando fazer hemodiálises e dependendo de alguém para tomar banho e fazer todas as necessidades fisiológicas, vendo por esse lado, vejo que a minha tia descansou, o clipe que coloquei abaixo expressa o que eu estou sentido, mas não consigo escrever, é uma sensação de tristeza e paz.



10 comentários:

Ricardo disse...

Meu caro, mais uma vez desejo muita força para você e a sua família nesse momento difícil.

Veja que se vocês sentem saudades dela, é porque vocês a amavam bastante, ela era uma boa pessoa, e vocês cuidavam bem dela. Posso dizer com bastante certeza, pelo que você escrevey, que ela provavelmente foi muito feliz ao lado de vocês, por conta disso.

E como você disse, é quase um descanso para ela. O ideal é que todos sejamos sãos e tenhamos amor em família, mas em alguns casos infelizmente a vida é cruel.

Ânimo, pois a vida prossegue. Aproveite este momento em que a família está tão unida.

Abraços ;)

Fourier disse...

Quando vier para São Paulo apareça na Bicicletada!!

abraços

" O PIMENTA ! " disse...

Querido, meus pesames por sua tia e muito bonito esse lance que vc disse sobre nosso egoísmo em querer nossos entes queridos por perto só pela nossa satisfação, nos esquecendo do sofrimento alheio! Se pararmos para pensar, fazemos muito isso tbém em outros tipos de relação! enfim, digníssimo seu comentário!
Outra coisa, não se preocupe com as excessões na dieta, pois qdo seu metabolismo á ativo e linear, um sovetinho no fim de semana não vai jogar todo seu esforço no lixo! O que atrapalha é fazer das excessões um rotina de segunda a sexta! Seja feliz com as excessões, afinal não somos feitos só de músculos ok?
forte abraço

BinhoSampa disse...

tem sentimentos que não são expressos em palavras...

pelo menos vc tentou colocar para fora e isso é o mais importante...
nao pode guardar as coisas dentro de si...

força.!!!!

Abs:-)

Cara Normal disse...

Ah, amigo, força pra vocês!

Luis Hipolito disse...

Esses momentos mexem muito com a gente. Eu te desejo força para superar. Cuide de sua saúde. Um abraço!

Marco disse...

Cara, já passei por momentos semelhantes. Desejo a você e à sua família muita luz e paz neste momento difícil. Um abraço.

Goiano disse...

Oi
eu nao gosto de despedidas... pq muitos que eu amava ja se foram.
Mas a minha vivencia religiosa me ensina que isso é um até breve.

Olha assim... que agora ela esta repousando... que um dia (que esperamos q demore) vcs trocarao palavras de carinho.

Obrigado pelo q falou no meu blog, sobre a musica, acho q vc entendeu bem.

Elenilson Nascimento disse...

RaPAZ, eu nem agradeci direito pq até o MSN estpa hj de sacanagem comigo. Obrigado por tudoooooooooo e vou entrar em contato com o povo de novo.

Adoa disse...

Impressionou-me imenso o teu relato...
Força...

Beijos