Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de junho de 2008

Papo Cabeça Com a Minha Sobrinha

Ontem assisti o filme ABC do Amor com a minha sobrinha de 5 anos, e acabei tento um papo cabeça com ela, que envolveu relacionamento, divorcio, futuro, profissão e namoro, pois é, eu sou um tio moderno que converso de forma aberta sempre, o filme era legendado, ela disse que quando o filme é legendado o pai dela fica lendo pra ela, eu não acredito, mas falei para ela que não ficaria lendo, e o que ela não entendesse, ela poderia me perguntar, ou seja, ela ficou perguntando toda hora:

- Eu sei o que eles disseram tio, eles falaram oi e oi, porque “Hi” é “Oi”. Afirmou ela com muita convicção.

- Isso mesmo, ta vendo, eu não preciso ler, é só você prestar atenção que você entende tudo. Respondi surpreso, quando eu tinha cinco anos eu nem imagina que existia inglês, quanto mais saber o que é “Oi” em inglês, nessas horas a minha irmã deve ver que vale a pena pagar tão caro no Pré-Jardim.

Ficamos assistindo o filme, de tempos em tempos ela me perguntava o que eles estavam falando, e outros detalhes do filme que vendo apenas a imagem deixava a história vaga, minha sobrinha parece ter dois anos quando quer alguma coisa, e sete ou oito quanto está conversando sério com alguém, é uma discrepância gigantesca, isso que dá uma criança ficar o dia inteiro com a avó, fazendo todos os gostos dela.

- Tio, o que ele estão fazendo? Perguntou a minha sobrinha por causa da ansiedade aparente do Gabe diante da Rosemary, ambos protagonistas do filme.

- Ele está querendo pegar na mão dela, mas ele está com vergonha, você teria vergonha?

- Não. Respondeu ela com ar de risonha e com um pouco de vergonha.

- Você gosta de alguém Larissa?

- Gosto do André da minha sala.

- Ele sabe que você gosta dele.

- Não. Respondeu ela com ar de assustada, já ouvi ela comentando sobre esse André com a minha mãe, no dia minha mãe chegou em mim e disse que a Larissa estava apaixonada, será se é esse André que será o primeiro amor dela? O cara que ela ficara a adolescência inteira lembrando com carinho? Talvez.

Parece que a minha sobrinha nasceu ontem, o tempo passar rápido demais, ela é muito bem articulada pela idade que ela tem, mas não sei até que ponto isso é saudável, ela está sendo obrigada a crescer, vive rodeada de adultos, tem muitos brinquedos, mas na maior parte do tempo brinca sozinha, ela tem uma amiga que sempre vai brincar com ela, mas isso é duas vezes ou três vezes por mês, acho que elas serão grande amigas quando crescer, vão contar tudo uma para a outra, contar sobre namoro, primeiro beijo, garotos, ou garotas, a minha sobrinha ainda não tem identidade sexual para afirmarmos que ela é heterossexual, quando eu tinha uns 8 anos eu era apaixonado por uma tal de Juliana, queria ser como todos os outros garotos, ter uma namoradinha para pegar na mão na hora do intervalo, mas algum tempo depois, quando rolou o meu primeiro beijo e eu fiquei enojado, vi que o meu lance era com garotos, depois disso beijei meninas mais umas três vezes, a ultima foi com 16 anos, e depois nunca mais.

- O que você quer ser quando crescer Larissa? Perguntei depois que começaram a falar no filme sobre advogados.

- Eu quero ser Tia de Bailarina. Respondeu ela prontamente.

- Tia de Bailarina! Você quer ser Professora de Bailarina? Perguntei corrigindo ela.

- Isso mesmo.

- O que você acha de ser advogada? Perguntei para ela.

- Tio, o que é ser advogada? Perguntou ela com uma voz de “acorda, eu só tenho 5 anos”, pensei: “E agora, como vou explicar isso para ela”.

- Advogada é uma pessoa que resolve os seus problemas, por exemplo: Uma amiga sua, briga com outra amiga, para resolver o problema eles chamam uma advogada, a advogada irá defendê-la falando que ela tem razão e explicando porque ela tem razão. Expliquei para ela pensando “Meu Deus, que nó é esse que eu estou dando na cabeça da menina”.

- Mas e se uma amiga bater na outra e as duas brigarem? Perguntou ela confusa, acho que na escola as professoras devem falar que quando alguém briga, perde a razão, e na verdade deveria ser assim.

- Ai a Advogada irá ver o porquê ela brigou, e defende-la por isso. Respondi encerrando o assunto, porque ela não precisa saber agora o que é um advogado, e acho melhor não tocar mais nisso, ela tem apenas cinco anos e o direito de sonhar com a profissão que ela bem entender, até mesmo “Tia de Bailarina”, achei bonito e clássico, quem sabe daqui há alguns anos eu não vou ao Teatro Municipal ver a apresentação da Academia da minha sobrinha.

Ela não chegou a terminar de ver o filme, as legendas encheram o saco dela, é o mesmo que nos vermos um filme em chinês sem legenda, pois em inglês ainda dá para entender, é só prestar atenção nas palavras que você sabe, e deduzir o resto, mas tadinha dela, ela só sabe palavras como “hi, boy, girl, house” coisas simples, hoje ela está em casa, de molho, pegou conjuntivite nos dois olhos, vamos torcer para ela melhor logo e rever o André, que já arranca suspiros das meninas desde cedo.

Ps. Em outra oportunidade colocarei trechos de outros diálogos que tive com a minha sobrinha vendo o filme “ABC do Amor”, ontem também conversamos sobre namoro e divorcio e detalhe, ela não me perguntou o que é divorcio, acho que ela já sabe, pois na escola tem uma menina que se chama Aninha e os pais dela se divorciaram, meu Deus, com cinco anos eu também não sabia disso, sou um retardatário perto da minha sobrinha, ao lado a foto da minha sobrinha, a protagonista desse post.

10 comentários:

" O PIMENTA ! " disse...

Adorei o blog, vou passar sempre, com mais tempo!!
valew

Uillow disse...

Eu gostava de uma "Camila" na minha infância. E foi ela que tomou conta dos meus pensamentos nos 3 primeiros anos de colégio. 9 anos depois eu reencontrei a menina, e ela foi a última que eu fiquei antes de me assumir. Estranhas essas coisas que o destino faz com a gente, não?

Rhenan disse...

As crianças estão cada vez mais espertas. às vezes fico impressionado com isso. Tenho sobrinhos também e eles me surpreendem o tempo todo.
Seu blog é muito bom. Parabéns! Vou colocá-lo nos meus favoritos.

Um grande abraço.

Rhenan
www.sexpride.blogspot.com

SAM disse...

No meu tempo eu nem sabia de ingles, o maximo que acontecia era ver a Laura Pausini cantando Se Fué na tv e eu cantava tudo errado achando o maximo! kkkkk

Engraçado eu preciso de umas experiencias dessas com crianças...

Adorei o post!

XD

Ricardo disse...

Muito engraçado :P

Vou ter que falar também: essas crianças de hoje em dia são mesmo adiantadas. E acho que a cada geração vai se tornando cada vez mais adiantada. No futuro, quem sabe, física quântica será assunto de 3ª série :P

Esses dias eu também me surpreendi com a minha prima de 5 anos, que veio me adicionar no orkut... hehehe

Abraços.

kinho disse...

oi meu lindo xará

minino esses "Mulekes" de hoje parecem que já saem do ventre de suas mães com o mais poderoso chip já inventado nem a INTEL conseguio produzir tal chip kkkk ..
parabens suas sobrinha é muito fofa e ainda faz o styler anos 60 que contradição kkkk

beijos
kinho

Naked Brazilian disse...

Linda menina.Parabéns pela adorável sobrinha.

Prof.Ricardo disse...

Bonito relato do seu dia com sua sobrinha! Assim como as crianças mudaram, os adultos tb mudaram!
Infelizmente hoje, poucos tem tempo para ficar ao lado de uma criança vendo um filme e falando sobre a vida...acredito que são este pequenos gestos (como o que vc fez...)que fazem um ser HUMANO melhor! Parabéns...

PS: Falo isso pois tenho tb uma ...de 10 anos...rs

Klero disse...

às vezes penso que seria mais legal se as crianças não crescessem tão rápido... fico um pouco assustado!
rs
deve ser medo da minha velhice.

Leandro Gaudencio disse...

kkk...

Na minha infância, tive duas namoradas, e as duas se chamavam Juliana...kkk

Pois é, as crianças de hoje em dia estão cada vez mais espertas.