Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 24 de junho de 2010

O Super-Herói do Momento

No país onde nasceram os mais poderosos super-heróis e que por diversas vezes salvou o Mundo do extermínio, a pauta não é mais Super-Homem, Homem-Aranha, Mulher-Maravilha ou Quarteto Fantástico, nos EUA, o povo só fala de Donovan, o super-herói que salvou a seleção americana da desclassificação da Copa do Mundo ao fazer um gol aos 46min do segundo tempo.

A Copa do Mundo tem rendido seguidos recordes aos Estados Unidos. Após superar marcas de audiência e ter o maior número de turistas na África do Sul, a seleção norte-americana virou fenômeno também na Internet. O dramático e heróico gol de Landon Donovan aos 46min do segundo tempo da partida contra a Argélia, nesta quarta-feira, foi acompanhado por mais de 11,2 milhões de pessoas na web, número que supera a lendária vitória de Barack Obama na eleição presidencial.

O alto tráfego de navegação na Internet provocou a queda do Yahoo Sports, que saiu momentaneamente do ar. O Twitter também caiu, algo que tem ocorrido com certa frequência na Copa do Mundo. Durante a vitória dos Estados Unidos contra a Argélia, 6% das mensagens postadas no microblog continham a palavra USA. O empate sem gols com a Argélia estava dando as vagas para Eslovênia e Inglaterra. Esta última avançou como segunda da chave.

Landon Donovan é o principal jogador da seleção dos Estados Unidos. Filho de canadenses, o meio-campista nasceu na Califórnia e começou a jogar futebol nas escolas de Redlands, cidade onde cresceu.







5 comentários:

Estampado disse...

Com certeza esse é o heroi dos americanos!

HSLO disse...

Quero ele como marido....kkk.


abraços
de luz e paz


Hugo

bruno da costa ribeiro disse...

marcos, tu tá msm por fora o super-herói do momento é o Dunga que peitou a GLOBO!

FOXX disse...

o que ser copa do mundo?
[me recuso]

Luis Fabiano disse...

O pior é a extrema direita de lá, sobretudo comentaristas de TVs e comediantes, estarem chamando o próprio país de terceiro mundo, que futebol é coisa de pobre, de sul-americano, que o esporte está "amarronzando" o país. Lamentável. Mas ótimo post. abraço