Pesquisar este blog

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Marcas do Passado

O dia 25 de setembro marcou a minha vida e a vida da minha família para sempre, é como se fosse “11 de setembro” para os EUA. Nessa data, em 2002 estava muito feliz, minha primeira sobrinha estava prestes a nascer, a cesariana estava marcarda para o meio dia do dia 25, como de costume, vim para a empresa e comecei a minha rotina diária. Durante o dia mantive contato com a minha mãe que estava no hospital, acompanhando o nascimento de sua primeira neta. O dia estava se desenrolando perfeitamente, e todos ansiosos por conhecer o novo membro da família, alias, depois 21 anos, eu entregaria o título de caçula da família, para a minha sobrinha, eu não estava nenhum pouco enciumado com isso.

Por volta de 11 horas da manhã, dois assaltantes me rendem na porta da empresa e me obrigam a entrar. Começa um assalto super violento. Meu pai e um representante também foram detidos, eles me amarram debaixo da minha mesa, juntamente com o meu pai e um representante. Minutos depois entra uma Kombi no estacionamento da empresa, em menos de meia hora eles colocaram tudo o que poderiam tirar do nosso estoque dentro do carro. Eles estavam apressados, pois os telefones da empresa ficavam tocando. Os marginais discutiam se eles iriam nos matar ou não; se levariam a minha moto ou o carro do meu cunhado. Depois de algum tempo de discussão, um deles dando fim a discussão ordenou que nos deixassem vivos. Assim que nos soltamos, verificamos se eles haviam levado o carro ou a moto, não levaram, em seguida chamamos a policia. Até hoje ninguém foi preso, foi mais um crime não resolvido que aumenta ainda mais as estatísticas de violência desse país.

Muitos minutos após o termino do assalto, o telefone toca: era a minha mãe radiante de alegria dizendo que a minha sobrinha já tinha nascido, e que ela estava tentando ligar para avisar, mas o telefone só chamava (minha sobrinha nasceu no exato momento em que os marginais estavam decidiram a vida e a morte minha e do meu pai). Era para minha sobrinha de chamar Larissa, depois do ocorrido minha irmã alterou o nome dela para Larissa Vitória. Sem acontecer uma desgraça maior, esse dia sempre me remeterá a reflexões do Brasil que herdamos, do descaso social e das barbáries que sondam a nossa sociedade. Depois desse episódio, sofremos outro assalto ainda mais violento, depois de quase um ano do anterior. Foi na mesma semana do aniversário de um ano da minha sobrinha. Desta segunda vez, todos os funcionários da empresa também foram rendidos e o prejuízo financeiro foi muito maior.

Fico triste em saber que uma data tão importante para a minha família, é marcada por momentos tão tristes. Pagamos por esses assaltos até hoje, mas o preço maior é a desconfiança que tais atos geraram. Hoje, não consigo olhar um desconhecido sem desconfiança, na rua também sempre ando desconfiado, traços de quem já teve uma arma apontada para a cabeça e uma promessa de disparo. Esse temor também foi agravado por conta de uma tentativa de roubo da minha moto e de uma perseguição de carro que sofri por quase toda a extensão da Av. Salim Farah Maluf. Foi a soma desses fatores que motivou a minha família abandonar a capital do Estado e ir morar uma cidade da Grande São Paulo. Estou feliz em Arujá, mais ainda por estar perto do meu amor. Antes de conhecer o Douglas , não sabia de existência de Arujá. Hoje moro na cidade e acabei meio que “induzindo” a minha família inteira ir para lá... Sábado tem festa de aniversário de Larissa, será uma festa para a família e amigos íntimos, será tudo de bom.

Concurso Cultural - Madonna 50 Anos

Quer saber tudo sobre a vida da maior cantora pop de todos os tempos? O Blog Passageiro do Mundo em parceria com a Editora Nova Fronteira lhe da esse presente, basta responder a pergunta abaixo nos comentários do post “Madonna 50 Anos”, o autor da melhor resposta receberá o livro em qualquer lugar do Brasil.

Em sua opinião, qual fator levou a Madonna tornar-se o maior ídolo da música pop?

Serão aceitas respostas até a meia noite do dia 26 de setembro, a melhor resposta será divulgada no dia 30 de setembro, abaixo da resposta é necessário deixar um endereço de email para contato.

Para maiores informações sobre o livro, acesso o site Madonna 50 Anos.

11 comentários:

Serginho Tavares disse...

ah amigo pensa apenas e sempre na sua sobrinha sei que é difícil esquecer essas coisas ruins mas ela foi um presente BEM maior né?
beijos

Amaral Dias disse...

Nossa, que história impresionante na sua vida. Até dá arrepio.
Você tem uma "estrelinha" lá no alto que protege você.
Tou até sem palavras....

Um abraço

Amaral

VIADAGEM E A TRANSGRESSÃO POÉTICA disse...

Marcos,
pelo tamanho do seu coração, você seria a última pessoa do mundo que merecia passar por isso.
Infelizmente, parece que os que estão no poder pouco se interessam em fazer algo contra a violência, vide o péssimo salário de nossas polícias, o que é uma porta aberta para a corrupção.
Mas, sei que você supera. Ou já superou.
Sortuda é mesmo a LARISSA VITÓRIA, em ter um tio como você: lindo, inteligentérrimo, gostosão, sensato, educado, classudo, solidário...É pouco?

Leandro® disse...

Nossa, não sabia que o nome dela era Larissa Vitória....eu gostei.
Qto ao passado, não fique imaginando essas tragédias, por mais que seja dificil.
Infelizmente todos estamos sujeitos a esse tipo de violência.
Eu mesmo ja tive uma arma apontada na cabeça, em pleno meio da rua...e ninguém fez nada...minha mãe já sofreu sequestro relampago...eu já fui assaltado duas vezes pelo mesmo infeliz...pode rir, pq eu mereço..mas é a vida.
Hj procure apenas pensar no momento do nascimento da Larissa.(momento único e maravilhoso)
Tenho certeza de que você deita sua cabeça no travesseiro e dorme em paz...Já esses fdp, não conseguem, e tem o destino marcado..e não será o destino feliz.

AIRBORNE disse...

são esses momentos que nos fazem repensar se vale a pena realmente morar numa metrópole onde a violência praticamente não consegue ser mais contida... já fui assaltado várias vezes em SP, felizmente nunca aconteceu nada demais...

mas o nascimento da sua sobrinha (que inclusive tem duas coisas em comum com a minha mãe... nasceram no mesmo dia e tem o segundo nome Vitória) vem efetivamente pra mostrar o quanto vale a pena lutarmos por algo melhor sempre...

super beijo! e boas comemorações da Larissa!

Gui Sillva disse...

ahh...o importante é que vc está super vivo e tem uma sobrinha linda para se divertir...

O Menino que Voa disse...

poxa... que coisa mais horrivel e mais paradoxal. Dois momentos tao diferentes ao mesmo tempo na sua vida e na vida de sua familia. Graças a Deus, voces estão bem e, como tudo acontece por um motivo, aí está você, vivo, morando no Arujá, amando e feliz. Abreijos!

MARCUS disse...

QUE BARRAS VC PASOU! TAMBÉM JA FUI ASSALTADO, NA RUA, EM CASA, NO CARRO... SEI QUE É RUIM, MAS FIQUEI MAIS PREOCUPADO QUE O NORMAL, SÓ MAIS ESPERTO. MAS QUE BOM QUE TUDO ACABOU BEM PRA VCS, O LANCE É SE PRECAVER E IR EM FRENTE. ;)

VINCENZO GONZAGA disse...

O importante é que vc está vivo e bem.
Se for olhar por um lado, vc tem é muito sorte, pois nada aconteceu apesar das condições terem sido propícias para uma desgraça.
Fico feliz que vc tenha se mudado.
Aqui em Floripa tbem nao está nada fácil.
Abração e sempre boa sorte pra vc.
Vincenzo

CÓDIGO SECRETO disse...

caramba!!!

Mas alguns tem estrela...
Essa faz toda diferença...Sempre..

Que bom esta ai para contar e tirar lições dessas desventuras...

abraços

Klero disse...

Infelizmente, é uma realidade com a qual temos que conviver quando optamos por morar em SP.

Mas Arujá é uma cidade ótima. Tive um amigo na escola que morava aí e vinha pra SP todos os dias. O condomínio era tranqüilo, vida pacata...