Pesquisar este blog

domingo, 21 de setembro de 2008

Saudade

Hoje notei mãe triste e pensativa, ela estava encostada na porta da cozinha, puxei assunto, ai ela desabafou: “Às vezes sinto tanta falta da Aparecida”. Aparecida é a minha tia que faleceu fazendo uma cirurgia no fêmur. “Estava tentando tirar um desenho de um bordado, e nunca irei conseguir. Somente a Aparecida conseguiria me ensinar”. Fiquei triste em ver a minha mãe desse jeito, todas as vezes que ela iria bordar algo novo, recorria a minha tia. Agora ela não tem a quem recorrer, sua irmã não está mais entre nós. É triste conviver com a saudade e despedida de um ente querido, também tenho saudades da minha tia.

Concurso Cultural - Madonna 50 Anos

Quer saber tudo sobre a vida da maior cantora pop de todos os tempos? O Blog Passageiro do Mundo em parceria com a Editora Nova Fronteira lhe da esse presente, basta responder a pergunta abaixo nos comentários do post “Madonna 50 Anos”, o autor da melhor resposta receberá o livro em qualquer lugar do Brasil.

Em sua opinião, qual fator levou a Madonna tornar-se o maior ídolo da música pop?

Serão aceitas respostas até a meia noite do dia 26 de setembro, a melhor resposta será divulgada no dia 30 de setembro, abaixo da resposta é necessário deixar um endereço de email para contato.

Para maiores informações sobre o livro, acesso o site Madonna 50 Anos.

7 comentários:

Serginho Tavares disse...

é triste
é difícil
é uma saudade que a gente aprende a conviver com ela.
beijos moço e cuida sempre da sua mãe

Amaral Dias disse...

A morte e a partida de entes queridos, não fazem parte da bagagem cultural da nossa sociedade. Afinal ela acompanha-nos desde sempre na evolução humana. Esta é simplesmente uma passagem para crescer-mos em todos os domínios do saber, da evolução física, espiritual que nos permite hoje ser-mos melhores do que os nossos antepassados, que afinal era-mos nós, para quem acredita na reencarnação. Por isso na nossa vida vamos-nos habituando a ver partir e a chegar novos amigos, desconhecendo qual o grau de parentesco que tivemos noutras vidas com eles...
Um abraço fraterno e muita coragem, que Deus estará a teu lado.

BinhoSampa disse...

Saudade é um sentimento eterno que nunca acaba...temos que aprender a conviver com ela...

Já se passaram dois anos e sinto saudades do meu pai...

Você terá que estar sempre ao lado da sua mae para dar um apoio...

É triste....é a vida...

Abs :-|

VIADAGEM E A TRANSGRESSÃO POÉTICA disse...

É por isso que eu te elegi meu amigo: por que você é sensível, é gente. E sua mãe, também.
Nesse pequeno texto de apenas um parágrafo você já comove. É bom a gente refletir sobre a finitude.
Por isso, viva sempre intensamente. Não poupe beijos, inclusive para a sua mãe.
Ricardo
aguieiras2002@yahoo.com.br

O Menino que Voa disse...

passei recentemente pela perda da minha cunhada e foi barra ver o maridao maus. Eu sei o que vc pensou. Dificil mesmo isso. Abreijos.

Luana disse...

Com o tempo a dor fica mais suportável. Mas é péssimo ver quem gostamos triste por uma fatalidade.
Bjão

Lu Baradelli disse...

Saudades

nem me fale as vezes pergunto a Deus porque eu,porque minha familia?????
perdi minha mãe,meus avôs,minha avó,três tias,um filho e um primo...
e tds eram meus chegados,q nos viamos sempre,se eu nao estivesse lá eles estavam aki.............