Pesquisar este blog

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Um Ano de Revista Junior

Hoje a Revista Junior lança a sua edição de aniversário, e está do jeito de todo mundo gosta. Pela primeira vez a publicação traz estampada na capa dois lindos homens que estão causando... A foto da capa faz parte do ensaio “Homens de Areia” fotografado nas dunas de Cabo Frio, com quatro dos modelos mais lindos do Brasil - Lucas Malvacini (40 Graus), Felipe Torreta (Lequipe), Bernardo (Dona Ruth) e Felipe Anibal (40 graus). As fotos são do expert Didio.




Essas quatro fotos não entraram na edição final da revista impressa, e foram enviadas com exclusividade para o meu blog. Como são fotos lindas e valem a pena serem vistas, me senti na obrigação de postá-las. Gosto do formato da Revista Junior. Valorizo mais um ensaio sensual do que um pornográfico. Eles exploraram e abriram caminhos para outras publicações numa área onde nenhuma outra publicação ousou antes trilhar. Desejo sucesso para a Revista Junior e que este seja apenas um dos muitos anos que estão por vir.

19 comentários:

Wagner disse...

Penso que estas revistas "pós-g" (Aimé, Dom, Junior) têm um aspecto interessante que, na minha opinião, é passar a seguinte mensagem: Existe vida gay além do sexo e das baladas! No entanto o que acho negativo é o aberto direcionamento à uma classe social alta! Isso fica irrefutável se atentarmos para os anúncios! É necessário, portanto, repensar a forma de permitir que a comunicação chegue para o maior número possível de leitores! Abraços!

Serginho Tavares disse...

eu gosto desse tipo de ensaio. foge dos estereótipos
adoro

BinhoSampa disse...

gostei do ensaio...bem que poderia ser eu sendo carregado pela areia... aff!!!!

Abs:-)

VIADAGEM E A TRANSGRESSÃO POÉTICA disse...

concordo com o Wagner, não curto não. A dom tem excelentes matérias, mas também vai por aí, acham que todos nós nadamos no dinheiro e que Direitos são comprados e ponto final.
Ricardo
aguieiras2002@yahoo.com.br

Paulo disse...

Obrigado pela visita, Marcos! Concordo plenamente: as fotos são belíssimas e a revista merece todo o sucesso. Além disso, a iniciativa de enviar fotos exclusivas pareceu-me excelente!
abraço

tommie carioca disse...

"Eles exploraram e abriram caminhos para outras publicações numa área onde nenhuma outra publicação ousou antes trilhar". Você não chegou a conhecer ou ouvir falar da carioca Sui Generis, que foi a pioneira?

Marcos Freitas disse...

Tommie,

Já ouvi falar, mas não conheço, de 95 a 2000 eu não era ligado a nada que remetia o movimento gay, não sabia o que era homoerotismo, mas é uma revista que não vingou, e não posso me aprofundar sobre o tema, não vejo a Junior com uma morte precoce. É uma pena que a Sui Generis não existe mais, pois hoje seria mais uma publicação de qualidade para o meio gay.

Clebs disse...

Eu também recebi algumas fotos e assim como vc irei posta-las.

Incrível como ficou interessante o ensaio...uma coisa sei lá... "Tiêta"?

Abração!

Alone disse...

Bom Diaa! td bem MARCOS? Vc como sempre com coisinhas boas pra gente...rs entrei aqui de manhãzinha mas minha chefa chegou, daí sai rapidim... Perfeito as fotos o bom gosto é presente!


Abç

VIADAGEM E A TRANSGRESSÃO POÉTICA disse...

Marcos,
não acho justo você usar o termo "não vingou" para a Sui Generis... Primeiro que ela deixou saudades e só isso já atesta que "vingou", sim, senhor.
Segundo que durou um tempão. Nada é eterno. Será que a Junior, a Aimé e a Dom vão durar tanto??? Falaremos dentro de alguns anos, para ver quem vingou ou não...
A Sui foi uma revista maravilhosa, tem até comunidades dela no Orkut, lá o Trevisan, por exemplo, tinha mais de 4 páginas para seus excelentes artigos. Ela, "vingou", sim, e deixou História.
Ricardo
aguieiras2002@yahoo

Marcos Freitas disse...

Ricardo,

Sei do seu carinho por essa publicação extinta, e que hoje fica apenas na mente daqueles que acompanharam a sua trajetória, mas ela não existe mais, ou seja, não vingou.

Tudo é incerto no mundo capitalista, gostaria que a publicação existisse até hoje, que tivesse vingado.

VIADAGEM E A TRANSGRESSÃO POÉTICA disse...

A Sui Generis atingiu totalmente seus objetivos , portanto vingou, sim.
Se daqui dois anos, por exemplo, seu blog não existir mais ele não
"vingou"?
Acho falsa essa idéia. Elis Regina morreu com 36 anos. Ela não "vingou"?
Entendo o "vingar" se os objetivos foram plenamente cumpridos, se deixou história - história essa que os gays deveriam tratar com mais carinho. Não ignorar ou menos prezar.
A Sui era mensal. Portanto, um ano dela eram 12 edições, não 6 como essa Junior. Ela surgiu numa época muito mais difícil, antes das paradas. E deixou grandes exemplos a serem seguidos. Será que a Junior também vai deixar? Fico muito triste com essas posturam , não valorizam a nossa história nem o que houve no passado e fazem questão de diminuir ou nem saber. A Junior é que não vinga, por que não chega e nunca chegará aos pés da Sui Generis, que foi, esta sim, revolucionária e inovadora, não queria apenas vender.
Mas não coloco mais meus comentários aqui. Penso muito diferente de todos e vou usar o meu tempo para defender a minha - NOSSA! - História. Estou triste e chocado, mesmo. Obrigado!
Ricardo
aguieiras2002@yahoo.com.br

Marcos Freitas disse...

Ricardo,

A Elis Regina vende cds até hoje, ela sempre será uma das maiores cantoras que já passou pelo Brasil, não confunda as coisas.

Se tenho outros blogs que não vingaram, eu os abandonei, esse blog vingará até eu ter vontade de vir aqui e atualizar, faço o blog por prazer, sem pretensões alguma, o dia q eu parar, ele deixa de vingar, pois ninguém entrará mais aqui.

Uma pena você levar tudo ao extremo, mas, o que podemos fazer? Nada... A Sui Generis foi uma publicação importante, mas ficou no passado, foi impedida por diversos fatores de seguir em frente, de vingar.

VIADAGEM E A TRANSGRESSÃO POÉTICA disse...

Leia, antes, para saber se ela , a Sui Generis, "ficou no passado" ...pode ser que ela seja MUITO MAIS ATUAL que a Junior, ando cansado dessa mediocridade de só publicar homens "lindérrimos" sem camisa e ainda acharem que estão "vingando". A Junior é que não ficará na história, que não vingará... risos... mediocridade só funciona na epoca atual, no presente, depois, não deixa marcas.
Fico chocado por que, realmente, não sei que tipo de papel eu tive em nossas discussões, o que foi que te ensinei?
não entendo. Mas sempre torci pelo seu sucesso em tudo e espero que realize seus sonhos todos. Agora, que não vou admitir nunca, que menosprezem a nossa História, isso não vou mesmo. Quero só ver a Junior, daqui a cinco anos, se "vingará"....
Desculpe, prometi que não ia voltar, mas voltei. É que estou perplexo. Mas não volto, em respeito a você.

O Menino que Voa disse...

ADOOOOORO ver ensaios sensuais. Uma oisa que realmente sinto falta. Eu ate curto a DOM, também. Um avez, procurei cartoes gays romanticos e só achei paus e bundas. Tive que procurar em Nova York pra achar... e TAMBÉM foi difícil.

Marco disse...

Lindas as fotos. Gostpo deste estilo se publicação (embora tenha curtido mais a AIMÈ desta safra nova do último ano de lançamentos). Vida longa à Junior! Abs.

MaxReinert disse...

Gosto também desse tipo de ensaio.. mas enfim, muitas revistas pensam somente no lado comercial e fazem somente o que vende "facilmente"!!!

PS: Eu gostava muito sa Sui... acho que foi uma das primeiras coisas decentes que surgiram no mercado editorial brasileiro... e sem querer me meter na discussão semântica daí de cima, acho que marcou época na história do país!

Marcos Freitas disse...

MaxReinert,

Opinar é algo louvavel, agora impor uma opinião, e até botar fim numa "amizade", é um absurdo.

As pessoas podem ter qualquer posicionamento, só não podem depois reclamarem da solidão.

Talvez tenha me excedido no post, falando sobre algo que não conheço, mas temos que entrar num consenso: Discutir é altamente educativo, mas impor conceitos é inaceitável.

Meu blog sempre será aberto a discussões construtivas.

office disse...

cool, vou adorar se vc passar dps lá no meu blog