Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 29 de março de 2011

Bolsonaro: Uma Vergonha para o Brasil

Num país sério, onde os cidadãos são minimamentes politizados e que os direitos humanos é muito mais do que uma mera falacia, o destino do Deputado Federal Jair Bolsonaro seria outro. Não é a primeira vez que o deputado ataca os gays, dizendo que a homossxualidade vem de um erro na educação das crianças e tudo se resolveria com palmadas em crianças com tendências homossexuais.

Convidado pelo programa “CQC” da TV Bandeirantes, o deputado respondeu perguntas do público, e novamente polêmicas sobre a homossexualidade veio a tona. Bolsonaro parece estar programado para atacar tudo e a todos com unhas e dentes e se escorregou numa pergunta da cantora Preta Gil e disse “Preta, não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco porque meus filhos foram muito bem educados e não viveram em ambiente como lamentavelmente é o teu”.

Preta Gil entrará com um representação no Ministerio Público contra o deputado por crimes de intolerancia racial e homofobia. "Advogado acionado, sou uma mulher negra, forte e irei até o fim contra esse deputado, racista, homofóbico, nojento, conto com o apoio de vocês" publicou Preta Gil em seu Twitter.

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Rio de Janeiro, Wadih Damous, disse que irá oficializar abertura imediata de processo por quebra de decoro parlamentar contra Bolsonaro. Para Damous, as declarações do deputado são inaceitavelmente ofensivas, pois tem cunho racista e homofóbico, comportamento incompatível com as tradições parlamentares.

Bolsonaro divulgou em seu site uma nota em que explica a polêmica com Preta Gil. O parlamentar diz que entendeu errado a pergunta feita pela cantora. "A resposta dada deve-se a errado entendimento da pergunta - percebida, equivocadamente, como questionamento a eventual namoro de meu filho com um gay", diz o deputado.

Em seguida, Bolsonaro reitera não ser "apologista do homossexualismo, por entender que tal prática não seja motivo de orgulho". "Entretanto, não sou homofóbico e respeito as posições de cada um; com relação ao racismo, meus inúmeros amigos e funcionários afrodescendentes podem responder por mim", afirmou no texto.

Ao comentar o lançamento, nesta terça-feira (29), da Frente Parlamentar Mista em Defesa da cidadania LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais), o parlamentar ironizou e disse que “isso não é uma frente, é uma retaguarda parlamentar. Defender esse pessoal para quê? Que exemplo de bons costumes, ética e moral eles têm para dar para a sociedade?” A frente parlamentar recolheu 171 assinaturas de parlamentares. O grupo pretende aprovar no Congresso o casamento gay.

Bolsonaro está acostumado em ser polêmico e tem um eleitorado que valida suas atitudes. Somos um país retrogrado e que valoriza as questões ressaltadas pela a igreja, indo de contramão com a laicidade do nosso Estado. Se não fosse pela questão racial, esse fato não teria ganhado tanta repercussão. O Movimento Gay do Brasil está fragilizado, sem forçar para lutar contra os seus oponentes. Temos um Movimento Gay dividido, que coloca as questões partidárias acima da luta homossexual e que não consegue unir forças para aprovar uma lei desatualizada e que não nos atende em sua plenitude.

2 comentários:

" O PIMENTA ! " disse...

Bela matéria querido ! Saudades de ti !

S.A.M disse...

Está todo mundo indignado com esse ridiculo, espero que dessa vez surja efeito.