Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Dilma tem Medo de Aliar a sua Imagem ao Movimento Gay

A pré-candidata do PT ao Planalto, Dilma Rousseff, está analisando o convite de participar, no dia 6 de junho, da Parada Gay, em São Paulo. O convite foi feito pela ex-prefeita Marta (ex) Suplicy, considerada uma "madrinha" do evento que (des) prestigia todos os anos e dá um apoio meramente institucional.

Se por um lado à parada reúne mais de três milhões de pessoas na Avenida Paulista, que apesar de ignorado, também são eleitores (está entre os eventos turísticos mais lucrativos da cidade), a campanha da petista tem dúvidas se ela deveria ou não ir ao evento.

Um dos problemas é a repercussão que sua participação no maior evento gay do país teria entre o público religioso, um dos alvos de sua campanha. Dilma está com medo de aliar a sua imagem de boa moça, conquistada no seu tempo de guerrilheira, ocasião de participou de seqüestros, roubos a banco e atentados terroristas. Não posso falar em nome da comunidade gay, mas como gay, não quero a imagem da Dilma aliada a minha militância. A Parada LGBT é um movimento que luta por direitos humanos e apóiam tal ato, apenas políticos que estão de acordo com as nossas reivindicações e não tem vergonha ou medo do movimento.

Ps. (atualizado em 28/05/2010 às 07:24

Não estou desmerecendo o fato da Dilma ter lutado contra a Ditadura Militar, apenas estou ressaltando o fato dela renegar a sua história depois que vencer a tudo isso. Estudo na Escola de Sociologia e Política, um dos maiores alvos da Ditadura Militar, onde passaram por lá os maiores combatentes desse regime que tanto maltratou o Brasil. Hoje, fico triste em ver que uma importante candidata ao principal cargo do executivo do nosso país, está pouco se lixando para os movimentos sociais, para a luta e conquista dos direitos humanos. Uma mulher com esse histórico de luta, não deveria ficar fazendo sala para fundamentalistas e religiosos, uma pena ver que com o passar dos anos ela mudou de lado e hoje se alia aos atuais carrascos das minorias sociais.

Aproveito a oportunidade para comunicar que estou recolocando a enquête sobre intenção de voto a Presidência da República, tendo em vista que o PSC não concorrerá à presidência, como antes era especulado pela mídia. Peço aos que votarão, que registre novamente o seu voto. O sistema de enquête permite a mudança de voto a qualquer momento e como o sistema eleitoral brasileiro é dinâmico, no decorrer do processo muitos eleitores reavaliam a intenção de voto.

15 comentários:

S.A.M disse...

Marcos, respeito tua opnião mas discordo quanto a aformação sobre o exército: onde quem é suspeito é exatamente esta corporação que é homofobica e que manteve o Brasil numa ditadura durante anos. Torturando e matando.

Se a Dilma o fez, foi a favor da democracia e não contra ela.

Qualquer movimento que "descaracterize" a ditadura, relativizando-a sou extremamente contra.

Mas é isso, voce sabe que nós dois amamos política né? rs

Beijão!

flavio disse...

acho q vc tá exagerendo um pouco. e seu raciocínio, neste caso, foi simplista.

Diego Hatake disse...

Tenho de concordar com o primeiro comentário...
Se a Dilma o fez, foi a favor da democracia e não contra ela. [2]

beto disse...

Tô longe de gostar da Dilma e fico triste em ver que, mais uma vez, a provável prsidente do Brasil tem medo de ser vista como simpatizante aos gays.

Acho até melhor já saber de cara, assim não se fica na babação de ovo que se tinha pela Marta Suplicy, que na hora H mostrou que era tudo da boca pra fora mesmo. Ou pelo Lula, que até hoje não deu nenhum apoio muito concreto à defesa de direitos GLBT.

Nem de perto penso em votar na Dilma, mas não foi pela razão que vc colocou aqui.

acho que faltou perspectiva histórica, ou talvez conhecimento mesmo: se Dilma virou "terrorista", foi porque o Brasil era na época uma DITADURA controlada pelo exército, sem espaço para oposição como conhecemos hoje.

Como Dilma se rebelou contra isso, era "temida pelo exército" na época. Como também eram "temidos pelo exército" o Serra, o Fernando Henrique Cardoso, o Mário Covas e muitos outros. Tanto que muitos tiveram que parar no exílio: Serra no Chile e FHC na França.

bruno da costa ribeiro disse...

senhor marcos essa "terrorista" combateu a ditadura militar, do jeito maniqueistta que vc expõem essa questão complexa, acho que o senhor devia assistir o doumentário 'Cidadão Boilesen', qtos toruradores estão soltos por ai? o brasil devia seguir os passos da argentina e revogar os direitos desses porcos da ditadura militar, marcos só um conselhoacho legal essa sua posição de olhar exclusivamente pelos interesses da minoria que faz parte, mas o problema é que ás vezes não se enxerga o todo da questão

PS: de quem é a fonte dessa informação confiavale que o senhor trouxe??

Marcos Freitas disse...

Esclarecimento a Todos os comentários:

Não estou desmerecendo a Dilma por te lutado contra a Ditadura Militar, apenas acho que ela renega a sua história quando depois de vencer a tudo isso, está pouco se lixando para os movimentos sociais. Uma mulher com esse histórico de luta, não deveria ficar fazendo sala para fundamentalistas e religiosos, os nossos opositores e por conta deles os nossos direitos são negados.

S.A.M disse...

Marcos, quanto a questão de visitar ou não uma parada. Não sei se pode ser usado como critério base. FHC e Lula nunca foram em nenhuma. Lula mesmo não indo, abriu a primeira conferencia nacional lembra?
E mesmo ele não indo, após aquele dia que ele afirmou em rede nacional, sobre como muitos casais gays vivem muito melhor que muito casal hetero por ai e porque não dar nos os nossos direitos, eu mudei minha posição a isso.

E quer saber? O Kassab e a Marta ja foram a parada, mas o Lula sem nunca ter ido nos deu muito mais contribuição na sua época que os demais, salvo a lei de união civil que foi criação da Marta (a unica coisa boa que ela fez) mas que até hoje, está tramitando no congresso sem aprovação.

Anônimo disse...

"não deveria ficar fazendo sala para fundamentalistas e religiosos, os nossos opositores e por conta deles os nossos direitos são negados." vc acha msm que com o serra é diferente mais agora que nas pesquisas ele está perdendo?
o serra é quase como todos os políticos, não apenas mataria a própria mãe e sim toda sua família para ganhar a eleição!

Marcos Freitas disse...

S.A.M e Anonimo,

A Marta fez apenas uma social com o Movimento Gay, infelizmente ela usou o Movimento como palanque político. Agora você não pode comparar o Kassab com o Marta, existe uma diferença gritante entre os dois, a Marta, quando prefeita, deixou a militancia gay plantada na porta da prefeitura, quando ela não criou a Coordenadoria de Assuntos da Diversidade porque não quis, Coordenadoria criada depois pelo Serra, ainda nos primeiros meses de sua gestão, Kassab criou o Centro de Referência a Diversidade e assinou um documento que compromete a prefeitura deixar a Parada na Paulista até 2020.

Concordo contigo em relação ao Lula, porém, o Lula recebeu lideranças evangelicas na ocasião da criação do Dia Nacional da Marcha para Jesus, algum militante gay foi recebido no Planalto para discutir a criação do Dia D? Parace que não, mas o PT tem fortes amarras com a igreja Católica e Evangélica e faz social com os movimentos para poder fazer uma campanha eleitoral bonitinha, redondinha. Já o Serra, Kassab e Alckmin, são políticos de atitude e TODAS as conquistas do movimento gay em São Paulo, foram conquistadas nas gestões desses políticos, que sempre marcaram presença nas paradas.

RICARDO AGUIEIRAS disse...

Marcos,

Polêmico assunto, mas extremamente necessário! Quero me posicionar também, no intuíto de lembrar seus leitores petistas aqui de um fato ocorrido em nosso passado recente, já que o PT e a esquerda brasileira adora um revisionismo da nossa História.
Pouco antes de se eleger para o seu último mandato na Prefeitura de São Paulo, Marta, desesperada, queria os votos e o apoio de todos, inclusive dos e das LGBT's, sempre posando de boazinha e de "madrinha dos gays"... risos... nessa época, escandalosamente louca por votos, chegou a se unir até com o Maluf, um horror dantesco.
Pois, bem, vai lendo: aí, ela fez uma reunião na Câmara com vários líderes de calibre da militância LGBT , incluíndo o grande João Silvério Trevisan e foi acordado e prometido com ela que seria feito um projeto onde fossem colocados tudo, sim TUDO, que @s LGBT's precisariam numa cidade como a nossa. Ela, querendo os votos lgbt's comprometeu-se a levar tudo adiante e fazer tudo o que fosse possível. E lá foram , liderados pelo Trevisan, os militantes , com muito trabalho e pesquisa fazerem tal projeto. Marta foi eleita. Quanto ela estava já no fim desse seu mandato, Marta Suplício resolveu lagar tudo, abandonou São Paulo às moscas, ratos e baratas e no último anos seu nada fez. Então o projeto ficou finalmente pronto e os militantes LGBT lá foram na Prefeitura de São Paulo entregar o projeto, todos confiantes na Marta e felizes. Sabe o que aconteceu nesse dia??? Martaxa, além de se recusar terminantemente a recebê-los ou a receber o projeto, ainda mandou a Guarda Metropolitana expulsar e bater nos militantes que estavam em frente ao prédio da Prefeitura esperando serem atendidos. Foi um horror, ficando já nesse dia quem ela realmente é, o que veio se confirmar depois com a hipócrita pergunta feita ao Kassab, deixou claro o autoritarismo do PT e de uma esquerda falida, oportunista e autoritária, se coopta movimentos de "minorias' para si, mas com interesses próprios, nunca os interesses desta ou daquela minoria.
Lula nunca fez nada pelos gays, é mentira isso! Ele apenas fala e sorri nas fotos segurando a bandeira do arco íris. Se aproximou perigosamente de fascistas notórios como o presidente do Irã, país que, além de fabricar bomba atômica, enforca homossexuais. Lula autorizou, isso sim, inúmeras "conferências" pagas com o erário público, que só serviram para patrocinar viagens, hotéis, PTA's aos LGBT's partidaristas e petistas. Nada, absolutamente nada, nada, nadinha e nadica foi aprovado, de relevância aos LGBT's durante seus 8 anos de Governo Federal, nada! Nem a PL 122, nem o Casamento Gay, nem adoção por casais gays, nem o Brasil deixou de ser o campeão absoluto em assassinatos de gays, campeão mundial, tristemente.
Ah, José Serra foi sim, na Parada , em 2009 e até sorriu ao ler minha faixa e acenou.
Quero deixar claro aqui que eu não sou "de direita", nem "de esquerda", nem "de centro" , sou anarquista e acho que o mundo é bem mais colorido que apenas o preto e o branco. Essas definições são banais, os conflitos humanos e políticos, hoje, estão muito além disso. Mas, sinceramente, não devemos permitir inverdades, de ninguém e de nenhum lado.
Obrigado pela reflexão,
Ricardo
aguieiras2002@yahoo.com.br
http://dividindoatubaina.wordpress.com/

Anônimo disse...

"Lula nunca fez nada pelos gays, é mentira isso! Ele apenas fala e sorri nas fotos segurando a bandeira do arco íris. Se aproximou perigosamente de fascistas notórios como o presidente do Irã, país que, além de fabricar bomba atômica, enforca homossexuais."
esse é o problema da militância gay, ela poucas vezes vê a situação no aspecto geral, lula está se relacionando com irã para é claro que para obter um logro político, mas também evitar que o irã seja um novo iraque, e isso é certo pq 20% de urãnio que o irã quer é para indústria farmacêutica o que prejudicaria a indústria farmacêutica americana é esse sim o motivo das sanções que querem impor e será pq futuramente será também invadido e como o iraque não têm a tal arma para se defender infelizmente

PS: o senhor aguieiras que é um grande militante de nossa causa e se diz anarquista, ás vezes só enxerga o apenas o preto e o branco, a favor dos gays do meu lado apesar de todos os outros "deslizes" contra é inimigo mortal apesar de ter também áspectos positivos, eu por outro lado me defino como HUMANISTA E ANTI-IMPERIALISTA por isso apesar de admirar muita coisa boas dos Ianques sou contrário a eles como sou com a china, rússia, alemanha e o próprio brasil! temos que enxergar o todo!

ah! o fato do serra ou maluf sorrir pra vc diz muita coisa francamente Aguieiras!

RICARDO AGUIEIRAS disse...

Marcos,
só rindo...
Olha, sou contra todo tipo de censura. Mas, sinceramente, acho que você deveria fazer aqui o que o Gustavo Miranda fez no Bota Dentro, ou seja, ele aprova todos os comentários, mas a pessoa tem que se identificar. Dar voz aos tais anônimos é favorecer um pseudo debate, onde só um ganha, não há troca nem crescimento. Isso por que o anonimado só favorece os trolls da internet e é, como pode ver, um jogo sujo que só favorece o tal "anonimo". Uma pessoa autêntica e corajosa não tem medo de confronto e fala o que pensa, cara-a-cara, até. Portanto, se é para um debate sadio, temos que jogar com os mesmos instrumentos, sem favorecimentos. É a arma usada, principalmente, nos que ainda estão presos no "jeitinho brasileiro', usam o anonimato para tirarem proveito. Senhor "Anônimo", anonimato nada tem a ver com humanismo, mesmo que o senhor nunca tenha aprendido o que é coragem, força! Um dia o senhor consegue.
Ricardo

Anônimo disse...

aguieiras saindo pela tangente de novo, ele é a cara de grande parte do movimento gay que não aceita críticas! é aquele velho ditado "Pimenta nos olhos dos outros é refresco", pra alguns só espero que qdo ele votar em qualquer candidato que seja pelas ideías e não por "sorriu ao ler minha faixa e acenou"

PS: É MEU ÚLTIMO COMENTÁRIO ANÕNIMO, SR.AGUIEIRAS

Alexandre Lucas disse...

S.A.M, a Dilma queria um governo ao estilo de Cuba. Democracia nada.

Adorei o post!

Well disse...

Dilma x militância gay?Claro que ela prefere outros tipos de militância...