Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Intolerante a Homofobia

Ontem, aconteceu um fato extremamente constrangedor na empresa que eu trabalho. Soube que uma funcionária contou para uma recém contratada que sou gay, porém, ela fez uso de termos pejorativos, referindo a mim como “viado” e a minha irmã como “sapatão”. A recém contratada da empresa não disse quem nos expôs de forma tão esdrúxula e para evitar mais confusões, não queria continuar comentando sobre assunto.

Trabalho na empresa dos meus pais, o que deixa a situação ainda mais constrangedora. Quando tomei conhecimento do ocorrido, fui falar com minha mãe e disse que não admitia tal comportamento e queria punição para quem se referiu assim de mim e da minha irmã. Meus pais não queriam alarmar ainda mais esse assunto que os incomoda e pediu para eu esquecer tudo isso, relevar a situação, eu me revoltei e disse que não e que me recusava continuar numa empresa onde não há respeito a minha pessoa, ainda mais se tratando de uma empresa que eu ajudei a construir.

Hoje, não fui trabalhar. Minha mãe me ligou e eu disse que estava decidido, não trabalharia nessas condições e exigia saber quem havia me tratado dessa forma. Depois meu pai me ligou e perguntou se era isso mesmo, se eu não iria mais trabalhar na empresa, repeti a ele o que já havia dito a minha mãe. Meia hora depois minha mãe me ligou e diz qual funcionária foi autora da homofobia, e, que ela seria suspensa por uma semana para refletir sobre as normas de conduta que ela adotou na empresa.

O clima ficou estranho, mas eu fiquei satisfeito, pois percebi que sou completamente intolerante a homofobia no ambiente de trabalho e que em situações extremas, eu prefiro perder o emprego para manter a minha dignidade. No meio de toda essa confusão, varias vezes repeti que “luto na sociedade contra a homofobia e não posso permitir fatos como esse na minha vida”. Senti-me honrado e grato a minha família, que entendeu que o respeito e a dignidade do ser humano estão acima de tudo. Se não agisse de forma tão radical, invalidaria toda a luta que já travei pelos direitos dos LGBTs e não haveria motivo algum para continuar a minha militância.

10 comentários:

FabricioViana.com disse...

Estou passando nos blogs que indico no meu site e pedindo (poderia estar matanto, roubando, e bla bla bla) para, quem puder, incorporar o vídeo que eu participei na Manhã Gazeta e mostrar ele para seus leitores e amigos. Se puder ajudar, ótimo. Se não, tudo bem também. Não quero atrapalhar "suas pautas" ou o "tema do seu blog". Ta bom? Mais info aqui: http://fabricioviana.com/video-saindo-do-armario-blogs-sites-gls/

A Esposa disse...

Acho que voce fez o certo.
Algumas pessoas precisam entender que o que falam tem consequencias.
Homofobia realmente não dá.
Essa funcionária, se trabalhasse em uma empresa americana, com certeza seria processada por calúnia e difamação. Aqui no Brasil somos mais tolerantes.
bjo!

Diego Hatake disse...

Cara, parabéns pela postura! Mais pessoas deveriam seguir seu exemplo, inclusive eu. Parabéns!

Luck® disse...

O caso aconteceu em condições realmente menos comuns, já que a primeira ideia de acontecimento desse tipo parece sempre ser numa empresa que não é aquela de nossa família.

Concordo com o desconforto em cada caso, o da funcionária recente, o dos seus pais e o seu. Aproveito e parabenizo-o por agir tão integramente aos seus princípios, respeitando sua ética.

Arsênico disse...

Parabéns... você fez a coisa certa com certeza!

É inadimissível uma atitude homofóbica dentro de um ambiente de trabalho ou em qualquer outro... e que essas pessoas sejam punidas exemplarmente mesmo!!!

Mais um passo adiante coléga!!!

Fico satisfeito tanto quanto você!!!

***

:D

Leo Carioca disse...

Muito bem!

Joice disse...

Por isso que eu te amo e te admito tanto.
Vc é o cara....rs
beijos

bruno da costa ribeiro disse...

sr. marcos freitas meus mais sinceros pesames pelo constrangimento que passaste em uma empresa que é tanto sua quanto de seu pai. e meus parabens mais do que sinceros a sua atitude de HOMEM,GAY e acima de tudo de ser humano que não admite qualquer forma de discriminação. abço

RICARDO AGUIEIRAS disse...

Parabéns, parabéns e mais parabéns!!!! É por isso que eu confio em você! Coragem e dignidade! Agindo assim, você abre os olhos de muita gente para que essas situações não se repitam em outros lugares. Viva arcos Freitas!
Ricardo
aguieiras2002@yahoo.com.br
http://dividindoatubaina.wordpress.com/

Leandro disse...

Realmente não dá pra segurar uma situação assim... Porém ao mesmo tempo não dá pra ter uma ação sobre tudo que nos ofende... assim ficariamos isolados tentando corrigir ou punir alguem que nos antige. Tudo começa com pequenos atos como o seu, mas tendo percepção que você estava numa situação favorável: seus pais, seus chefes. Então nesse ambiente vocês tem total domínio da situação e agiram com o mínimo de sã consciencia, dava pra ser até mais radical. Te apoio, você foi super feliz na sua imposição, mas nos chateia a situação de nem todos poderem fazer o mesmo, por precisão, por ser subalternos, por necessidade e até mesmo por falta de informação. Continue assim e se mantenha sempre! Um forte abraço!

"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim." (Chico Xavier)