Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

O Surto

Sábado, assisti à peça “O Surto” no Teatro Frei Caneca. A peça conta a história de quatro atores cansados do fracasso, da vida comum, da manipulação da mídia, de bundas, peitos, de situações que viram referência de um mundo de cabeça para baixo resolveram dar um giro de 360º em suas vidas, parar no mesmo lugar e tirar sarro dessa realidade. O Surto é um espetáculo que reúne esquetes que prezam pela demência de suas personagens. Personagens que a cada minuto encontramos, esbarramos na rua, assistimos na televisão, vivem conosco em nossas casas e até mesmo representamos. Quem nunca surtou? Surto é nada mais que isso. Perceber o absurdo da vida pelo simples prisma do humor.

O espetáculo aborda surtos do nosso cotidiano, como o caso da Ângela Botox, que transformou um crime em piada e usou de todos os argumentos e artifícios para provar a sua inocência, inclusiva a sua própria ignorância. Num mundo de surtados, não há como não se identificar com “O Surto”, pois é exatamente isso que vivemos no nosso dia-a-dia, surtamos a todo o momento, vivemos numa sociedade de surtados que não se dá conta do ridículo da vida. Quem nunca encontrou um retirante na cidade grande que não tem sorte alguma na vida, mas a sua ignorância é garantia de felicidade? Surtar é rir de si mesmo e tornar a nossa dura jornada um pouco mais alegre, e amena.

O Surto transformou-se numa peça cult, dessas que as pessoas assistem inúmeras vezes e, que, por curiosidade, ganhou fãs famosos. Todo mundo que é vip queria fazer uma participação especial. E elas foram muitas: de Luana Piovanni a Ângela Bismarck, de Bruno Gagliasso a Lázaro Ramos, passando por Cristhiano Cochrane, Bruno Garcia, Lúcio Mauro Filho (que virou uma espécie de padrinho do grupo), Vladmir Britcha, Fabiana Karla, Sergio Marone, Cauã Raymond e os integrantes do Terça Insana, Luis Miranda e Octávio Mendes.

Os Surtados:

Flávia Guedes
Rodrigo Fagundes
Wendell Bendelack
Renato Bavier

Serviço:

Teatro Shopping Frei Caneca
Temporada – 07 de agosto até 25 de outubro de 2009
Horário: sexta e sábado 21h e Domingo 20h
Preço: Sexta – R$ 60,00 Sábado e Domingo – R$ 70,00
Duração: 90 minutos
Não recomendado para menores de 12 anos
Para maiores informações acesse o site dos Surtados

5 comentários:

FOXX disse...

inveja da sua vida cultural...

Rafael disse...

Engraçado que qdo "Surto" esteve em cartaz aqui em Campinas, foi no pior teatro que a cidade possui, e não ouvi boas recomendações...Aí que está, devia ter ido ver e não acreditar na opinião dos amigos que não conhecem nada...rs

Gostei do seu blog...vou fuçar..

abração

André Mans disse...

eu tenho um pouco de preguiça para essas peças genéricas do que um dia foi a terça insana... mas até que deu vontade.

Aline Diedrich disse...

Nossa, deve ser uma peça ótima... É uma pena que espetáculos como esse não sejam apresentados no interior...

LiD disse...

Nossa assisti no sabado a peça um dia antes de ser encerrado aqui no shop Frei Caneca...
Foi uma das melhores q eu já tive o privilegio de assitir...
Adoreiiiiiiiiiii...