Pesquisar este blog

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Volkswagem - A Montadora que Decepcionou

Passaram-se mais de seis anos desde que a Volkswagem lançou um comercial homofóbico que foi até motivo de protestos por militantes gays em São Paulo. O comercial mostrava uma moça que, aparentemente, estava sendo seduzida por um rapaz. Ele elogia a boca da mulher e pergunta onde ela tinha comprado o batom que estava usando. A moça, ao perceber que o rapaz era homossexual, fez uma cara de decepção.

Esse é o retrato do Brasil homossexual, hoje a Volkswagem sente a necessidade de se aproximar dos consumidores gays, hoje ela não nos acha mais "decepcionantes", hoje nos considera como público potencial. Só nos resta saber se os gays ainda estão decepcionados com a Volkswagem, se esqueceu do ocorrido, pois Volkswagem lançou um comercial na qual faz uma bonita menção ao publico gay: Será um pedido de perdão, ou uma afronta a memória do povo?

Leia também:

A Homossexualidade na Mídia - O que mudou?
A Homossexualidade na Mídia – O que Mudou? – Parte II

8 comentários:

RICARDO AGUIEIRAS disse...

Marcos, vou te confessar uma verdade minha: não gosto de perdoar, acho o perdão um valor cristão. Quando perdôo, e perdôo muito, é algo que vem de dentro, não posso controlar. Mas não gosto. Tem coisa que nos fazem que são graves demais e a homofobia e imposição de um modo de viver somente heterossexual, isso é grave demais, cruel demais, machuca tanto que não dá para perdoar. Por isso, mesmo que voltem atrás e agora, depois de tudo, façam comerciais "menos" homofóbicos ou levando em conta a homossexualidade, o que fizeram foi grave demais, demais...
Ricardo
aguieiras2002@yahoo.com.br

RICARDO AGUIEIRAS disse...

Ah, esse vídeo, o comercial do New Bleatle, me parece mais sarcástico, cínico do que simpatizante. Acho até perigoso, por que faz gozação em cima do racismo, como se tivessem sido muito cobrados para terem uma postura mais ética. Preste a atenção, pode ser que eu esteja enganado.
Ricardo
aguieiras2002@yahoo.com.br

Marcos Freitas disse...

Ricardo,

Não achei sarcástico não, passa a imagem de um produto que quer agradar a todos os públicos.

Râzi disse...

Eu vou ser sincero...

Personalizar uma empresa não é bem o que eu chamaria de ... sei lá!

A empresa muda de acordo com a administração! Não existe (quase) mais grandes empresas que sejam donais, ou seja, que o pensamento do dono prevalece!

Acho que, se eles estão demonstrando essa aceitação, temos é que ficar felizes porque os atuais administradores tem cabeça mais aberta do que há anos atrás!

E também, o que seria da luta pela aceitação de fossemos condenar todo mundo que já foi preconceituoso à prisão perpétua ou à pena de morte??

Gente, estamos lutando pela mudança, não por vingança!

Se uma pessoa que ontem cuspia na calçada quando um gay passava,hoje nos trata com respeito, por que vou ficar arrastando ódios antigos???

Visão muuuito restrita!

Beijão!

Leandro G. disse...

Olha, só tenho a dizer que felizmente hoje em dia ser gay é status.

Existem pesquisas que comprovam que os homossexuais são mais consumidores do que os heteros. Que bom, sinal de que esse é o resultado de muitas batalhas (no sentido profissional).

Eu posso estar muito enganado, mas na minha concepção, eu vejo que a Volks não voltou atrás, objetivando o nosso perdão, e sim a reparação de um grave erro! Já pensou se todos os gays deixassem de ter um VW? Seria algo muito difícil, mas acredito que eles(VW) preferiram tomar precauções. Sei lá, não me convenceram.

Eu particularmente não deixaria de comprar um VW só por causa do comercial.

É aquilo que volto a dizer, jamais deixo de fazer qualquer coisa por causa de algo que me desagrada.

Claro que não sou tão banana assim, pois se algo me tira do sério, melhor sair da frente, mas não é algo que deixaria de concluir meu prazer. Entende???

Afinal, faço aquilo que quero, independente do preconceito.

Quanto ao vídeo, achei simpático....

Bjo Marquito

Paulo disse...

Eu diria que é uma adaptação aos novos tempos. Pura estratégia de marketing, eles não são doidos de perder um nicho de mercado como o nosso. Hoje em dia, com uma aceitação relativamente melhor no que diz respeito aos homossexuais, qualquer empresa que tentar deixar de lado esse mercado estará perdendo feio.

Eu vi esse comercial e fiquei pensando, qual a próxima empresa que fará algo voltado para nós? Vamos aguardar... mas algo me diz que será algo comum daqui pra frente...


abraço!

BinhoSampa disse...

Não gosto desses tipos de propaganda onde colocam-se classificações por raças, grupos, etc... já mencionar isso significa que está intrínseco no contexto a discriminação...

O carro é para todos e não temos que criar um específico para cada um...
Sabemos que tem que atingir certos nichos de mercado...mas por outro lado...ter essa discriminação que a Volks cometeu no passado...foi erro de marketing e das grandes...

Claro que eles vieram reparar o erro com esse comercial, mas achei ele muito sarcástico...e disso entendo muito bem...

O que acho ponto positivo dessa história, é a divulgação da nossa classe... percebo que a cada lugar...estamos adquirindo espaço... e a midia é muito importante nessa divulgação...


Abs:-)

Blog do Jean disse...

Esse comercial passa no Brasil? nunca vi! De qualquer forma, acho q eles querem se retratar com a comunidade, caso contrário, seria mesmo uma afronta!