Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Leve Desespero

Sabe quando uma forte dor no peito, seguido de uma ânsia que jorra do coração e completada com uma leve depressão? Pois é, estou exatamente dessa forma. Não tenho motivos aparentes para me sentir assim, porém, estou. Sinto o meu corpo inteiro em estado de iminência, querendo me avisar que algo está por acontecer. Tento me calar, não cessando as palavras, mas sim apaziguando o coração, mas é impossível. O meu corpo se debate de um lado para outro como se estivesse dando o último suspiro de vida, mas sou forte... Porra! Não irei morrer, pelo menos não agora. Confesso que tenho medo da morte, mas nesse exato momento não, isso é explicável, pois a morte é um estado de espírito, é por isso que encontramos muitos espíritos mortos dentro de corpos em vida.

É perigoso não usar máscaras, principalmente no Carnaval. Vivemos num Mundo onde somos expostos a todo o momento, preservar a nossa intimidade, o nosso verdadeiro “eu”, é uma sacada de mestre. É para isso que servem as máscaras, todas estão ao nosso alcance, do puritano ao pervertido sexual. Certa vez ouvi alguém dizer que óculos escuros são mascaras urbanas, mas tarde, refleti sobre isso e concordei. Toda a sinceridade de uma pessoa encontra-se nos olhos. Através dos olhos, sabemos todas as intenções de um indivíduo, se há sinceridade, amor, amizade ou compaixão. Quem mente, não te encara nos olhos sem as mascaras urbanas, os olhos entregam o que o coração esconde.

Sempre tive vontade de usar óculos escuros. Malditas sejam minha hipermetropia e o astigmatismo. Esses óculos de grau, ridículos e desprezíveis, me deixam à mostra na sociedade. Meus sentimentos ficam jogados na sarjeta, fazendo companhia para um andarilho faminto e um cão sarnento. Maldito seja o dia em que as minhas córneas se formaram, especialmente à direita, devido ao problema de formação dela, não posso operar, e assim enxergar a vida em sua plenitude. Sem esses óculos que não são mascaras para nada, óculos que denunciam o que estou sentido, pois não escondem esses velhos olhos vermelhos que entregam minhas sentimentalidades. Se eu me lembrei do Capital Inicial? Sim, lembrei, é a banda brasileira que eu mais gosto.

Os velhos olhos vermelhos voltaram
Dessa vez
Com o mundo nas costas
E a cidade nos pés
Pra que sofrer se nada é pra sempre?
Pra que correr, se nunca me vejo de frente

Parei de pensar e comecei a sentir
Nada como um dia após dia
Uma noite, um mês
Os velhos olhos vermelhos voltaram de vez

Os velhos olhos vermelhos enganam
Sem querer
Parecem claros, frios, distantes
Não têm nada a perder
Por que se preocupar por tão pouco?
Por que chorar, se amanhã tudo muda de novo?

Impressionante como as músicas do Dinho Ouro Preto fala comigo. Essa música tem todas as respostas que eu preciso. Mas adianta encontrar respostas? Claro que não, estamos condicionados ao sofrimento. Sei que amanhã tudo mudará e os motivos ocultos que me levaram a essa reflexão não existirão mais. Talvez, espero que sim. O grande erro do ser humano é estabelecer critérios rígidos para a vida, se não fossem os critérios, não haveria sofrimento. Gostaria de vomitar o meu coração, quem sabe essa dor não cessaria? Tenho um primo que diz que se houver reencarnação, na próxima vida ele quer ter dois fígados, ao invés de um coração. Na minha “encarnação” atual, não preciso disso, não gosto de beber. Mas se gostasse, me limitaria a questionamentos tolos, as drogas podem ter um efeito terapêutico.

Em meio a tanta angústia que não sei onde começa e termina, no fundo estou feliz. Ontem recebi a notícia de que novamente serei tio, a mãe da Larissa terá um bebê (malditos sentimentos que estragaram um dia que deveria ser muito feliz). Espero que seja um menino. Sou gay (grande novidade), minha irmã mais velha também, minha família está fadada a ser pequena, já tenho uma sobrinha, também quero ter um sobrinho. Em meio à alegria de uma nova vida, encontro-me triste. Gostaria muito de chorar, mas as lágrimas estão ausentes... Quem sabe mais tarde, quando estiver apenas com os meus travesseiros, eles me aconchegam e acalantam sem questionar-me quem eu sou.

12 comentários:

Serginho Tavares disse...

seria esse sentimento saudade do Douglas?

DON PAVINATTO disse...

Tem remédio pra tudo nessa vida...

Única e Exclusiva disse...

Conseguiu extrair com leveza as angústias que já senti. Vivencio isso com muita nitidez quase que diariamente.

Muito bonito seu desabafo, como todo o seu blog, que com este post consiga refletir sobre a vida. Se for pra chorar, chore!

Amanhã será um novo dia.

bjinhos :******
PS.: Precisando é só chamar!

FOXX disse...

não acho q a sinceridade das pessoas está nos olhos, quem inventou isso não sabia era mentir...

J. M. disse...

Seria esse sentimento saudades do Douglas (2)? Eu compreendo bem esse sentimento de angústia, sem razão aparente. Já passei pelo mesmo algumas vezes, para depois de dormir uma boa noite de sono, acordar no outro dia achando que tudo não passou de loucura.
Enfim, isso passa. Abração.

Adlianny disse...

Isso com certeza vai passar e precisamos muito desses momentos para entender os q virão no novo dia...
A saudade de Douglas deve tá influenciando muito tbm.
Beijoo grande
seu espaço é incrível.
Ah!! Adoro as imagens

MARCUS disse...

1- VOCÊ ESTÁ LONGE DE SEU NAMORADO, PINTAM SAUDADES, MEDOS, ETC. NORMAL. MAS DENTRO EM BREVE ELE ESTARÁ DE VOLTA, FIQUE TRANQUILO. SEPARAÇÕES MESMO QUE BREVES SÃO DIFÍCIES.

2- NOSSA, FACINHO TER ÓCULOS ESCUROS COM GRAU!!! SÓ ADAPTAR AS LENTES. UMA BOA ÓTICA FAZ ISSO PRA VOCÊ.

VIADAGEM E A TRANSGRESSÃO POÉTICA disse...

Entendo perfeitamente a sua dor e me solidarizo com ela. Estou aqui, basta chamar quando quiser ou precisar,
Ricardo
aguieiras2002@yahoo.com.br

Paulo disse...

Concordo com a galera acima! Toda essa sensação estranha q está sentindo é saudades do Douglas! Mas calma que já já ele volta do Canadá! ;-)

Jorge Moreira disse...

Pra esconder os olhos, faça óculos com lentes fotosensíveis, pra dor no peito, toma um Rivotril que passa.

Arsênico disse...

É incrível como estou me sentindo exatamente igual a vc hoje... até parece que vc escreveu este post pra mim... infelizmente... esses dias terríveis não são tão raros assim pra mim... volta e meia... me pego dentro de um poço sem fim... onde ninguém consegue me salvar... e realmente... no outro dia... nem nos lembramos o que nos fez sofrer tanto... não sei se é bom ou ruim... mas queridjo... tudo isso passa... e logo vc estará triste por outros motivos que tb desaparecerão... tb fiz um post tentando livrar-me dessa angústia que me incomoda...

...como esses dias me são frequentes... normalmente... procuro jogar a culpa em cima do que acho próvável... mesmo sabendo que não são esses os motivos...

...umBeijoeFiqueBem!

***

MaxReinert disse...

Ahhhh... sei bem o que vc está senrindo... muito bem!
Em algun smomentos parecia ter sido eu que escrevi o texto!
rsss

Bjzzzz

Fique bem!