Pesquisar este blog

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Psiu! Não Conte que Traiu...

Mira Kirshenbaum foi entrevistada pela Revista Época, em sua entrevista polemica ela fala do seu livro hen good people have affairs (“Quando as pessoas boas traem”, ainda sem tradução no Brasil), o titulo também é muito polemico, a junção de bom e traidor não gera um termo muito feliz para boa parte das pessoas, mas ela quis focar que muitas pessoas traem e na verdade não queriam trair. No livro ela cita 17 motivos que leva uma pessoa ter uma relação extraconjugal, ela ainda diz que mais da metade das pessoas traem, informação que não me surpreende, creio que esse número é bem maior do que 50%, e conclui que após uma traição, as chances da relação dar certo aumentam, mas detalhe, o que os olhos não vê, o coração não sente, então ela aconselha para as pessoas que querem continuar na relação e para aquelas que não querem continuar, não contar nada sobre a traição, não agregara valor algum.

Mira ainda diz em sua entrevista que a traição é destrutiva e dolorosa, que muitas das vezes a traição é a única maneira de tirar a relação da inércia e descobrirmos o que realmente queremos, pena que muitos depois disso perdem a confiança do seu parceiro, e eles se dão conta que o que eles queriam, eles já tinham, quase todos os casos que já vi aconteceram isso, é obvio que numa relação duradoura existem momentos ruins, mas se uma pessoa está contigo por tanto tempo, é porque te ama, não há necessidade de pular a cerca para ver se você vive o que realmente quer, para mim isso é desculpa esfarrapada, uma boa conversa, a mudança de habito, a criatividade pode resolver tudo isso, com um grande detalhe: No final não existirá magoas e ressentimentos.

Acho essa situação muito polemica, após descobrimos que fomos traídos a relação fica muito abalada, e muitas das vezes a confiança nunca mais volta ser a mesma, porém se eu fosse traído eu gostaria de saber, e se soubesse a relação acabaria ou a situação ficaria muito mal, mas nos sempre queremos saber, o ideal é sempre compartilhar os sentimentos, sempre confidenciar as vontades, as taras sexuais... Muitos pecam por não saber conversar, por não contar ao parceiro o que se passa dentro de si, é uma pena uma relação ser desfeita pro tão pouco, é complicando ouvirmos uma historia que fomos traídos, mas que a pessoa nos ama, claro que sabemos que isso acontece, mas a sensação de impotência que isso gerara nos fará mandar esse amor para bem longe de nos.

9 comentários:

Demian disse...

Ah querido, acho o assunto tão relativo... eu mesmo nunca sei muito o que pensar... Prefiro entender cada relação como uma situação única e particular. Mas é que odeio hipocrisia, e por isso mesmo não dá pra sair dizendo por ae, uhuuu eu não me interesso por mais ninguém...

Me interesso sim, muito sim... Acontece que a relação tem seus limites e regras. Tenho amigos que se descobriram bem melhor juntos depois de abrir a relação deliberadamente. Eu mesmo tive uma relação semi-aberta, tipo, a gente beijava outros na balada e tal... mas quando ele me falou sobre convidar um terceiro para a cama não topei: ainda não tava preparado.

Enfim, o fato é que eu acho que a base de qualquer relacionamento é a cumplicidade. E para isso é preciso honestidade acima de tudo... então porque não poder ser honesto com o seu compánheiro a respeito? Acho válido!!!

Serginho Tavares disse...

Sinceramente se fosse traído eu termino por ai.
Mas cada um cada um. Eu não traio e não gostaria de ser traido também!

Beijos e não tive vontade de ler esse livro não.
E nem quero que nenhum futuro namorado meu leia também.

hahahaha

Ex-corpianoo disse...

Desculpa pela demora pra te visitar!!!hehehehhe
axo ke é sempre bom ver odois lados da moeda, e axo ke é isso que ela quer mostrar, e até que pode ser verdade, concorno no ponto de q as vezes se trai para tirar o relacionamento da inercia,uma mulher que trabalhava comigo disse que o marido traiu ela, ela ficou sabendo, e antes disse ele era maior vagabundo neimdava moral pra ela, deposi da traição e depois que ela fico sabendo ele se separaram, e agora estao juntos de novo, mas a traiçao acho que soh veio pra botar os pingos nos "IS", e definir o q se espera memso, ela acredita que foi tudo obra divina que mudou o marido dela copletamente, eu tbm nao desacredito, mas vendo alinahd e pessamento dessa mulher, quem sabe nao foia traição que lhe deu outra visao?!

mas isso é soh vivendo pra saber, e eu nao suporto neim a ideia!!!!
hauhauahuahuah


bjOOOoo

Túlio disse...

Se mais de 50% das pessoas traem, sinceramente, eu desisto.
Já é difícil eu conseguir confiar 100% em alguém, agora ficou ainda pior... eu até acredito que algumas vezes (exceções) se trai sem querer trair, o famoso sem querer querendo, mas isso não é desculpa pra esconder do parceiro (a). Acredito que o mínimo que o traidor pode fazer depois de fazer o que fez é ser sincero e contar pro namorado.

Já isso de "sempre confidenciar as vontades, as taras sexuais" já é mais complicado pra mim; meio que um bloqueio, acho, ehehee.

Blog do Jean disse...

Esse assunto de traição é tão complexo (rs). Causa polêmicas e debates. Livros são escritos a respeito do assunto. Mas a solução para a cusa ninguém tem exatamente. Trair não é legal!

MARCUS disse...

NÃO ACHO QUE TUDO DEVEMOS COMPARTILHAR COM O PARCEIRO(A). ALGUMAS COISAS INVARIAVELMENTE CAUSAM MAL ESTAR.

BinhoSampa disse...

Sou da seguinte opinião....se a pessoa trai..é porque o parceiro não mais satisfaz... existe muitas histórias e desculpas que não convencem...acho que ..se não quer mais? cai fora....

Não aceito a traição....se for traído, que eu não saiba....pois se souber com certeza acabo a relação na hora e nao aceito as desculpas.... não pareço radicall...sou radical....pois se eu trair..com certeza..no outro dia acabo o relacionamento....

Abs:-)

www.binhosampa.net

Leo Carioca disse...

Mesmo assim, se aconteceu uma traição, eu prefiro saber pela própria pessoa do que por outros.

Anônimo disse...

este assunto é completamente ambíguo e complexo. considero-me boa pessoa e cumpridora dos meus prinicpios, e sempre defini para mim que trair seria das piores coisas e das coisas que nunca faria. ora ai esta, nao podemos dizer nunca. e as coisas nao sao assim tao lineares. por mais justificacoes que se tentem arrnjar para a traição, no fundo nenhuma nunca é valida, é uma tremenda falta de respeito, de consideração, é apunhalar a pessoa que gosta de nos pelas costas, é no fundo mostrar que 5 segundos ou seja la o que for foram mais importantes que uma relacao. no entanto, nao obstante a nao haver jusiticacoes para a trai~ção tambem nao existem justifikacoes assim tao logicas e objectivas para apontar o dedo a quem trai. tal como o amor nao é racional, a traição tambem não o é. eu trai, e sinto me a pior pessoa do mundo, sinto me horrivel,sinto que merecia levar um encherto de porrada, mto sinceramente, mas nao estou arrependida a 100% e sabem o mais curioso ? eu desejo, eu adoro cada vz mais a pessoa com quem estou. pq e que o fiz ? porque a outra pessoa nao me era indiferente. nao teve nada a ver com insatisfacao, ou nao me sntir realizada ou ja nao sntir nada, pelo contrario, teve a ver com estar numa fase insegura, que por vzs nos pode levar a cometer loucuras simplesmente porque sentimos que ja nao ha nada a perder depois de tt mal que outros nos fizeram. estou orgulhosa de mim ? NAO . sinto me hipocrita por smp ter defendido a nao traiçao, sinto me nojenta e sem caracter, no entanto, sei o que sou, e sei que nao sou ma pessoa. quanto ao contar, era o que devia fazer, mas nao consigo perder a pessoa. sim, chamem me cobarde, e memso isso que tou a ser. enfim... tou meio perdida.