Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Conhecendo a História do Sargento Fernando

Na revista Época de 2 de junho de 2008, dois Sargentos que se conheceram no Exército revelaram o relacionamento que mantêm há mais de uma década. Trata-se de um marco na história das Forças Armadas brasileiras, pois é o primeiro casal gay a se assumir como tal ainda dentro da instituição. A aparição mais polêmica e tumultuada foi no programa ao vivo da RedeTV em 4 de junho, de onde Laci saiu preso e algemado, acusado de deserção.

A briga dos sargentos cresceu, engrandeceu, e, ganhou mais dignidade quando o Exército passou a tratá-los como inimigos perigosos, mobilizando aparato e forças incomuns no trato de questões de suposta deserção. O Sargento Fernando denunciou o fato dos militares humilharem seu companheiro Laci com o uso de algemas nos tribunais, como se ele fosse perigosíssimo, quando ao mesmo tempo deixaram circular, livre de algemas, o tenente acusado de entregar garotos de uma favela a traficantes do Rio para sempre trucidados.

O Sargento Laci só conseguiu sair da prisão, onde passou 37 dias, após o STF lembra à Justiça Militar que as leis do Exército não se sobrepõem às leis do país.

Toda humilhação, perseguição e maus tratos que sofreram para não ter sido suficiente. Após a denúncia pública de que o Sargento Laci havia sido torturado por militares do Exército, ambos os Sargentos foram condenados, perante a justiça militar, por "ofensa" a "honra" das Forças Armadas. Os processos seguem em grau de apelação junto ao STF e os militares sonham com o dia que poderão transpor a barreira do ódio gratuito, intolerância e do preconceito.

A história do casal é narrada por Fernando no livro: "Soldados não Choram", Ed. Globo, e, hoje, além de atuar em entidades de direitos humanos no Estado de São Paulo, o Sargento Fernando encontrou uma outra forma de batalhar por mudanças. De forma corajosa resolveu aceitar o convite do PSB para ser o próximo Deputado Federal do Estado de São Paulo.

3 comentários:

Billycious Böy disse...

Por isso que não deveria ser obrigado a servir para o Exército. Muitos que não fazem o estereótipo de ''macho'' acabam sofrendo humilhações. As Forças Armadas são o grande selheiro de homofobia.

Eduardo Rolim disse...

Tanto falam do Bullying nas escolas, e o que aconteceu com os dois não foi nada menos do que isso.

A diferença da criança para o adulto nessas questões, é que o adulto sabe por que está fazendo a ação, o que é muito pior...

bruno ribeiro disse...

O QUE MAIS ME IRRITA NESSA HISTÓRIA TODA FOI A POSTURA DA "SENHORA" LUCIANA GIMENEZ E DA REDE TV NESSE CASO QUE NÃO AVISARAM LACI QUE EXÉRCITO ESTAVA LÁ PARA DEIXA-LO EMCARCER!