Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 3 de outubro de 2010

Algumas Impressões da Eleição de 2010

O Brasil mostrou maturidade com a colocação de Serra e Dilma no segundo turno, deixando clara a necessidade de uma abordagem mais aprofundada nos temas. Dilma está com uma tendência de queda, o que demonstra o medo dos brasileiros ao eleger uma candidata sem experiência alguma para um posto tão importante.

Alckmin foi eleito no primeiro turno, o que valida o trabalho do PSDB ao longo dos 20 anos frente à administração do mais rico Estado da Federação. São Paulo é grandioso e tem a complexidade de uma nação, não poderia de forma alguma ser administrado por um político que ficou no senado fazendo oposição ao Estado que pleiteava o cargo de governador.

Aloysio Nunes contrariou as pesquisas e foi eleito como o Senador mais votado em São Paulo. Netinho ficou de fora, mas a briga entre ele e a Marta foi acirrada pela segunda cadeira.

Tiririca teve um eleitorado maior que Skak e Fábio Feldman, candidatos ao governo de São Paulo e maior que a do Plínio, candidato a Presidência. Fato lamentável, que demonstra o despreparo do eleitorado brasileiro frente a uma decisão tão importante. Como se não bastasse um palhaço eleito, Tiririca levou com ele mais 3 correligionários.

Bruno Covas, grande parceiro da Diversidade em São Paulo, foi o Deputado Estadual com a votação mais expressiva, o que deixa toda a Diversidade Tucana com muito orgulho. Ricardo Montoro, outro parceiro da Diversidade, não foi eleito.

Sargento Fernando, Salete Campari, Léo Aquila e outros LGBTs de São Paulo, não foram eleitos. No Rio de Janeiro, o ex-BBB Jean foi eleito ao cargo de Deputado Federal.

O segundo turno não é uma vitória de "Lula", Dilma ou José Serra, mas sim uma vitória do Brasil, que ganhará alguns dias para avaliar uma decisão de extrema importância. Mudar o rumo do Brasil, ou deixar como está. só depende de nós. No dia 31 de outubro vamos votar com consciência e resgatar a imagem de democracia forte que o Brasil tinha no exterior. Vamos eleger um presidente que não dá moral para países ditadores, que não reconhece os direitos humanos e acabam por deixar o nosso país em situações delicadas no cenário internacional.

3 comentários:

FOXX disse...

o Brasil não colocou Serra e Dilma no segundo turno, q espécie de análise é essa? O Brasil votou impressionantemente na Marina mas não o bastante para superar o Serra, isso foi o que aconteceu.

Marcos Freitas disse...

Foxx, os dois candidatos que estão no segundo turno são Serra e Dilma, logo, foram eles que o Brasil colocou um tal situação. Se a votaçaõ da Marina tivesse sido tão impressionantemente, ela teria ido ao segundo turno.

Rafael disse...

Texto coeso e sensato, sem grandes inflamações.

Gostei. Ótimas impressões as suas.