Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Estreia nos Cinemas o filme Como Esquecer

Estreia hoje nos cinemas, o longa "Como Esquecer", da diretora Malu de Martino, que fala sobre o rompimento de um casal homossexual. No filme, baseado no livro "Como Esquecer - Anotações Quase Inglesas", de Myriam Campello, Ana Paula Arósio é Júlia, uma professora de literatura inglesa que tem de lidar com o fim de seu relacionamento de 10 anos com a Antônia. Para superar a perda, ela conta como apoio do seu melhor amigo, Hugo, interpretado por Murilo Rosa, que também perdeu o companheiro, vítima de um câncer.

"Qual é o contrário do amor?" É a pergunta que Júlia tenta responder ao longo do filme. Mal-humorada, dura, ríspida, ela evita todas as soluções comuns que se seguem a um rompimento amoroso, como sair com amigos e frequentar novos lugares. Ela não evita a dor. Ao contrário, tenta vivê-la intensamente, senti-la na pele, para tentar compreendê-la.

Assim como Júlia, também tento responder "Qual é o contrário do amor?" e me encontro com várias respostas, até pelo fato da amplitude de tal sentimento. Talvez Antônia descobriu antes de Júlia a resposta para tal pergunta, ou talvez não. Fato é: nem sempre quem abandona a "pessoa amada" é um agressor, muitas das vezes quem decide colocar um ponto final na relação já sofreu todo o processo do desapego, viveu o seu luto em silêncio, perdendo o amor aos poucos e não obtendo forças para continuar, caso contrário, não era amor de forma bilateral.

Rompimentos como o de Júlia e Antônia, de forma brusca e cruel, são comuns. Fico pensando: o que motiva algo tão agressivo? A dor do rompimento de uma relação afetiva é tão forte como a dor de perder um ente querido, só que com o agravante de sabermos que tal pessoa está viva e que por diversos motivos decidiu viver outros amores. Muitas das vezes, superar a morte de um ente querido é mais fácil do que superar o rompimento de uma relação afetiva. É a morte em vida.


Concurso Cultural - Como Esquecer

O Blog Passageiro do Mundo em parceria com o filme "Como Esquecer" quer te levar ao cinema e para isso disponibilizamos 25 ingressos. Para concorrer, basta responder a pergunta "Qual é o contrário do amor?". As respostas devem ser enviadas pelos comentários e abaixo da resposta é necessário deixar um email para contato.

As melhores respostas serão divulgadas no dia 20/10/10 e os contemplados deverão retirar os ingressos no Casarão Brasil, que se localiza na Rua Frei Caneca, 1057 - São Paulo - SP. Para conhecer melhor os projetos do Casarão Brasil, acesse o site http://www.casaraobrasil.org.br/.

29 comentários:

Rafael disse...

Muitos falam que o contrário do amor é a indiferença, mas a indiferença tem um quê de distância, representa apenas que o objeto amado saiu de cena, por isso nao é amado mais, caiu no esquecimento.
Para mim, o contrário do amor é o amor-próprio, é o reconhecimento de que amar o outro é bom e importante, mas só vale a pena quando tem resposta, quando chega na situação que mostra o filme se transforma em qualquer outra coisa, menos naquele sentimento que nos fortalece todos os dias, esse sim o amor.

rafaelmota.card@gmail.com

Abraços!

Edilson disse...

Uma vez lendo um livro do Gikovate li algo que me pareceu de uma lucidez absurda é mais ou menos assim: "Difícil aceitar que o outro não mais nos ama. Você precisa aprender a se desapegar da dor, porque enquanto sofre, o outro já matou o amor que nutria por você e o está velando enquanto você está desperdiçando lágrimas por ele".

O contrário do amor é a indiferença, é o vazio. A alma vazia.
Abraços e ótimo fim de semana.

Como Não Pudesse Acontecer disse...

Estou curioso pra assistir.

Ana disse...

O contrário do amor , na minha opinião é a indiferença, nada pior que isso. Dizem q é o ódio, mas não concordo, as vezes o que se acredita ser ódio é só um amor machucado que quando passa, o amor vem mais forte, sempre superando tudo.

ana_arrais@ig.com.br

ALANYSON. Pode me chamar assim... disse...

Penso que o contrário do amor não é o ódio, nem o despreso, porque estes estão carregados de sentimentos. O contrário do amor é a << INDIFERENÇA >>. É quando o outro "TANTO FAZ", quando este "NÃO AFETA (MAIS)".

alanyson@gmail.com

Analog Doll disse...

O contrário do amor é a indiferença... Quando você realmente fica indiferente, não sofre de nada: não há saudade, nem raiva. Fica inerte a quaisquer manifestações referentes ao bem querer perdido, porque quando se ama, toda a atenção é focada naquele amor. Duro é chegar a este ponto de indiferença, especialmente quando VOCÊ é a parte destacada da vida do outro...

Núcleo da Diversidade Sexual da Estância Turística de Avaré disse...

o contrário do amor é a falta, a ausência. O contrário do amor é oco, dá eco. O contrário do amor é a secura a seca, a cerca que separa a vida da solidão.
tonio_chaccon@yahoo.com.br

Manoela disse...

O contrário do amor é o medo.

Tais disse...

O Contrário do amor,é toda aquele vazio interno, é aquele espaço que dói dentro do peito, aquela morte em vida da pessoa que você tanto amou. É amar com quem viveu e odiar a pessoa que foi embora.O Contrário do amor são as lembranças do que nunca mais teremos ao nosso lado.

tais@terra.com.br

Fábio disse...

Discutir sobre o amor e não fazer por onde encontrar ou passar esse mesmo amor para o próximo é um sério problema...

E-mail: fallenangel_gyn@hotmail.com

Vander disse...

Acredito que antes de amar qualquer outra pessoa devemos amar a nós mesmos! Amores de desamores acontecem, fazem parte da vida! Eu muito já amei, como me magoeiii demais ... principalmente qnd soube que o \"homem da minha vida\" me traiu com meu melhor amigo ... Como agi ?! Nao digo desprezo ... mas com certeza ele sentiu que antes dele vem eu mesmo! Hj ele corre atras de mim e faco questao de dizer olhando nos olhos dele ... Vc fez o meu amor acabar por atitudes e méritos seus.

E-mail: vander_mga@hotmail.com

Candiotto disse...

Bom, posso dizer sim, que ja amei, mas, Amor não é se envolver com a pessoa perfeita, aquela dos nossos sonhos. Não existem príncipes nem princesas. Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos. O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.Todos os sentimentos podem conduzir ao amor e à paixão. Todos: o ódio, a compaixão, a indiferença, a veneração, a amizade, o medo e até mesmo o desprezo. Sim, todos os sentimentos... excepto um: a gratidão. A gratidão é uma dívida: todo o homem paga as suas dívidas... mas o amor não é dinheiro.

E-mail: mac-candy@hotmail.com

Jamys disse...

oq vem na contra mão do amor é o olhar daqueles q conbiça a felicidade que ñ conquistou...

E-mail: jamys-.-kieer@hotmail.com

Rick Hudson disse...

o contrário do amor é a indiferença....Quando você ama, você se preocupa, protege, cuida, dedica tempo a ela...A indiferença é justamente quando a pessoa não existe...ela simplesmente é outra na multidão...porque mesmo odiando ou não gostando, você ainda gasta tempo pra odiar a pessoa. Ai enfim....muito complexo.. e muito pessoal, né??? Enfim....amem gatas!!!E se não derem valor bata o cabelo na cara deles!!!

E-mail: clicrick@gmail.com

Anônimo disse...

o contrario do amor é o ódio
na minha opinião
andyleesp@hotmail.com

Anônimo disse...

a frustração de uma expectativa não correspondida
galospce@hotmail.com

Anônimo disse...

amarguras e tristesas na minha opnião
jeffjazz_7@hotmail.com

Anônimo disse...

O contrário do amor é a indiferença.
Rachel Macedo Rocha

Anônimo disse...

O Contrário do amor é a intolerância.
Sergio Rocha

Thygho disse...

Muitos achariam que é o ódio, mas creio que mesmo no ódio há amor, uma forma de amor diferente. O oposto do amor é o vazio, existem várias formas de amar, mas quando se ignora é quando vemos a falta do amor, o seu verdadeiro oposto.

Anônimo disse...

eu acho que o contrario do amor é a desilusão
lorainypequena@hotmail.com

Anônimo disse...

na minha opinião é a falta de afeto
vpmarlon@hotmail.com

Anônimo disse...

eu acho q o contrario do amor é a ilusão de amar e não ser amado
davidonxuxinhasp@hotmail.com

Fabio disse...

O contrário do Amor é ... a desconfiança ... a falta de cumplicidade ... a competitividade entre o casal e por fim, a incessante busca e o "desejo" pelo novo; infelizmente me vi em cada "pseudo" adjetivo mencionado aqui, não por mim, e sim por tudo que vivi!

Email: fabiomartins22@hotmail.com

Aron Charles disse...

O apego desenfreado a carne....a destruição do sentimento puro...a anulação do outro.. a busca da satisfação somente do Eu. aron_fisio@hotmail.com

Kim Ferreira disse...

Bom, normalmente todo mundo acha que o contraio do amor é o ódio, mas eu não acho que seja o ódio.Acho que o contrario ao amor seja a indiferença, seja o esquecimento de tudo que se sonhou, que se quis viver, que se planejou com o outro.Contrario ao amor, e o resgate do amor próprio que muitas vezes esquecemos quando amamos o outro.

Ricardo disse...

Contrário de amor é vazio... O amor é o combustível da vida... sem amor, a vida e nem nada teria sentindo, portanto o contrário de amor é nulidade, é vazio, é ausência, é solidão...

ricardo.nascto@uol.com.br

Anônimo disse...

Se alguém me perguntasse qual o oposto do amor, eu diria o MEDO.

O MEDO nos paraliza e nos impede de viver todas as emoções maravilhosas da vida e a mais sublime delas, o amor!

maahs2103@ig.com.br
Gil

Top Chubby disse...

O contrário do amor é o ódio... Pq o amor constrói. O ódio destói. Mas o amor é sem dúvidas muito mais forte... pq o ódio se findará quando não haver mais nada a destruir... enquanto o amor.. o mais inocente amor, dele se renovará e renascerá tudo novamente...