Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 12 de outubro de 2010

As Crianças da Minha Família

Tenho o privilégio de ter duas crianças no meu círculo familiar, Larissa de 8 anos e João Vitor de 1 ano, ambos sobrinhos que me enche de orgulho. A Larissa chegou num momento muito importante e tirou uma apatia que tinha sido instaurada na minha casa. Quando ela nasceu, eu tinha 21 anos e era no mais novo da casa, já tinha perdido a graça e ninguém mais me tratava como um petit. Minha sobrinha tirou o meu posto de caçula e eu por minha vez passei com todo orgulho, pois não era mais reconhecido pelo mesmo.

No dia em que a Larissa nasceu, meu pai e eu tivemos uma visita inesperada na empresa de minha família. Vários homens, fortemente armados, invadiram o prédio, estacionaram duas Kombis e roubaram boa parte do estoque da empresa. Durante toda a operação fomos ameaçados de morte, nos amordaçaram e a todo momento eles comentavam entre eles que teriam que nos matar. Pedi a Deus que nada de ruim acontecesse e que a nossa vida fosse preservada.

Durante o assalto, o telefone começou a tocar insistentemente, isso deixou os nervos dos criminosos a flor da pele e quando foram embora um deles disse: Não vou mata-los por conta dessa bíblia que está na mesa. Depois soubemos que a ligação insistente era para avisar que a minha sobrinha havia nascido. No momento do assalto, a Larissa vinha ao mundo, por conta disso o nome dela é Larissa Vitória.

O João Vitor também veio num momento especial, a Larissa já tinha 6 anos e toda a babação imaginável por parte de pais, tios e avós ela já tinha presenciado. Hoje, percebemos ela com ciúmes do irmão, acabamos fazendo um contra balanceamento, dando atenção a ela e explicando que pelo fato do irmão ser muito novo, precisa de um pouco mais de cuidado, inclusive da parte dela.

Semana passada, fui na reunião escolar da Larissa, na qual me deixou cheio de orgulho. A professora disse: A Larissa é um doce, aplicada, dedicada, porém falante. Perguntei se quando repreendida ela fica quieta, como a resposta foi positiva, está tudo normal, pois somos muito comunicativos e nada mais natural do que a minha sobrinha também ser.

Sou feliz por ter dois sobrinhos saudáveis e felizes e que são motivos de muito orgulho para todos. Como tio, ainda irei mima-los muito. Não terei filhos e isso fator abre um enorme precedente para dar muita atenção a eles. As crianças da minha família são motivos de muita alegria e despertou em toda a minha família um lado que havia adormecido há muito tempo, trazendo a tona a criança que existe dentro de cada um e com ela a certeza de que tudo na vida se renova e sempre haverá espaço para um novo recomeço.

Um comentário:

FOXX disse...

"porém falante"?
esses professores no lugar de aproveitar pra estimular boas características nas crianças ficam podando.