Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Movimento LGBT de Luto: Morre Claudia Wonder aos 55 Anos

Nascida em 1960, na cidade de São Paulo, Claudia Wonder foi uma artista, escritora, colunista e militante transexual brasileira pelos Direitos Humanos LGBT. Claudia descobriu a sua transexualidade ainda na adolescência, começou sua carreira artística fazendo shows em boates e logo estreou no teatro e no cinema. Ainda adolescente contracenou com grandes nomes nacionais, entre eles, Tarcísio Meira e Raul Cortez.

Na militância, coordenou o Grupo de Estudos da identidade de Gênero Flor do Asfalto. Também trabalhou como monitora de abordagem e comunicação do Centro de Referência da Diversidade no projeto Cidade Inclusiva, uma parceria do governo da cidade de São Paulo com a União Europeia. Durante seis anos, atuou como colunista e repórter da revista G Magazine e do site G.Online.
 
Em 2008, lançou pelas Edições GLS o livro Olhares de Claudia Wonder. Na obra, ela descortinou o universo trans e mostrou que encarar a diversidade é a única forma de superar o preconceito. Entre histórias engraçadas e trágicas, perfis e entrevistas, Claudia abordou temas espinhosos — como a humilhação a que estão permanentemente expostas as minorias sexuais —, mas também revelou caminhos possíveis, sempre permeados pela dignidade.

Uma das pioneiras do movimento trans no Brasil, faleceu na manhã desta sexta-feira, 26, em decorrência de uma criptococose (Doença do Pombo), que é o fungo encontrado principalmente nas fezes de pombos. Claudia estava internada no Centro de Referência e Treinamento (CRT) DST/AIDS de São Paulo, na Vila Mariana, desde o começo de outubro último. Apesar da manifestação do desejo em ser cremada, a família de Claudia Wonder é contra e ela será velada na Secretária da Justiça do Estado de São Paulo, localizada no Pátio do Colégio e enterrada no cemitério da Vila Alpina, em São Paulo.

Um comentário:

FOXX disse...

ora, espero q tenha virado uma estrela =D