Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Mas 2010 ainda não acabou, ainda vou tentar...

Acredito que a pior posição que um ser humano pode ficar, é prostrado. Ainda temos 29 dias em 2010 e nesses dias continuarei acreditando na vida e lutando pelo o que acredito. Esse ano que está se findando não foi difícil apenas para mim, foi difícil para milhares de pessoas que me rodeia, ficar no mimimi daqui e mimimi de lá, não é um roteiro apreciado por mim. Tivemos um ano horrível para todos os gays, com crimes de homofobia em diversos pontos do Brasil, sem contar que saímos do processo eleitoral completamente ridicularizados, com a imagem de vendidos aos grupos fundamentalistas desse país.

Nesse ano me envolvi muito com o que acredito, me dediquei a política e a militância LGBT, idealizei e dei forma ao blog da Diversidade Tucana (http://www.diversidadetucana.com.br/), participei de campanhas políticas, estive ao lado de José Serra, Geraldo Alckmin, Aloysio Nunes, Bruno Covas e Ricardo Montoro, nem todos se elegeram, mas tive a alegria de ver a expressiva votação de Aloysio Nunes para senador e Bruno Covas para Deputado Estadual. Junto com a Diversidade Tucana, participei da criação do projeto de Governo do Geraldo Alckmin, onde construímos uma rede de proteção aos cidadãos homossexuais, que permitirá que esse Estado, que já é referência na defesa do Direitos Humanos, avance ainda mais na questão dos direitos dos LGBTs.

Tivemos um mês de novembro muito triste para toda a comunidade LGBT, os crimes que aconteceram em São Paulo e Rio de Janeiro, mostrou a nossa fragilidade e a necessidade de iniciativas do legislativo para punir a homofobia. O caso de homofobia na Av. Paulista, em que um gay foi atingido por uma lâmpada, repercutiu no Mundo inteiro e tal fato não incomodou nem um pouco o executivo do nosso país, que em 8 anos de gestão, nunca fez nenhuma menção de apoio ao PLC 122 e ao casamento civil entre homossexuais.

A militância LGBT tem que se articular, gays estão levando tiros em parques públicos, sendo espancados nas ruas e grupos de militância estão sendo ameaçados por nazistas. Segundo dados do Grupo Gay da Bahia, 198 lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais foram assassinados no Brasil apenas no ano de 2009, seguindo uma tendência anual crescente, e representando uma média de 1 assassinato a cada 2 dias. O ano de 2010 ainda não acabou, ainda vou tentar lutar pelo o que acredito e até o ultimo minuto de 2010 estarei com a bandeira “Homofobia Não” hasteada, lutando até o fim, por essa causa que também será minha em 2011.

#MemeDasAntigas – Um Inventário de 2010.

3 comentários:

FOXX disse...

nossa causa!
nossa causa!

MaxReinert disse...

Muito bom!
Temos que lutar sempre!!!!

André Mans disse...

E Jamais podemos esquecer... vem festa e gay esquece da sua responsabilidade...